Conteúdo publicado há 5 meses

PMs são presos por omissão após assistirem depredação de carro no Rio

Quatro policiais militares foram presos no Rio de Janeiro após terem sido flagrados assistindo passivamente à ação de um grupo de vândalos que depredou um veículo em frente a uma unidade policial.

O que aconteceu

O grupo, incluindo uma mulher, começou a depredar um Jeep estacionado na calçada. A ação aconteceu em frente ao DPO (Destacamento de Policiamento Ostensivo) da Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio.

Munidos de paus e pedras, eles foram flagrados nas imagens quebrando os vidros, arrombando as portas e arranhando a lataria.

Os quatro policiais, que assistem a tudo sem intervir ou reagir, chegam a filmar a cena com os celulares.

Uma moto, estacionada ao lado do veículo, foi derrubada, arrastada e levada pelos vândalos. Os veículos eram roubados e haviam sido apreendidos pela PM (Polícia Militar).

Em nota, a PM confirmou que os agentes foram presos administrativamente e encaminhados para a 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, unidade subordinada à Corregedoria da corporação, que irá acompanhar o caso.

O secretário da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Henrique Marinho Pires, determinou ao corregedor a apuração rigorosa das circunstâncias, assegurando que os policiais militares omissos sejam devidamente responsabilizados.

É com profunda consternação que observamos a participação passiva de policiais militares do DPO da Cidade de Deus, que, em vez de intervir, limitaram-se a filmar os acontecimentos, negligenciando suas responsabilidades. Essa conduta não reflete os princípios e valores que norteiam nossa instituição, envergonhando todo o efetivo da corporação. Reiteramos nosso compromisso com a sociedade e garantimos que a apuração dos fatos será conduzida com máxima seriedade. A omissão diante de práticas criminosas é inaceitável e não condiz com as doutrinas que regem nossa instituição.

Polícia Militar do Rio de Janeiro, em nota

Deixe seu comentário

Só para assinantes