Conteúdo publicado há 2 meses

Suspeito de matar agente da Força Nacional no RJ é preso

O suspeito de matar um agente da Força Nacional a tiros na porta de casa foi preso nesta quarta-feira (29).

O que aconteceu

O homem se entregou na sede da Polícia Federal, informou a Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Ele foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital, responsável pela investigação do crime. "Foi realizada perícia no local e, a partir das apurações iniciais, foi possível identificar o autor. Os agentes realizaram diversas diligências para localizar o homem, que, por conta deste cerco, se entregou", esclareceu a corporação, em nota.

O suspeito foi identificado como Eduardo Santa Rita Carvalho, 24, segundo a GloboNews.

O caso

O soldado Edmar dos Santos, de 36 anos, foi baleado durante a fuga do suspeito após balear a esposa. Ele teria saído de casa após ouvir disparos. O agente foi assassinado na porta de sua casa.

Uma imagem de câmera de segurança mostra que Edmar dos Santos está parado em frente ao portão quando um homem armado aparece correndo atrás dele. O homem atira duas vezes.

Continua após a publicidade

Não há interação entre Edmar dos Santos e o atirador antes dos disparos.

Edemar foi baleado na cabeça e não resistiu
Edemar foi baleado na cabeça e não resistiu Imagem: Reprodução/GloboNews

A Polícia Civil informou que uma segunda pessoa foi baleada e socorrida a uma unidade de saúde. A vítima seria a companheira do suspeito. Ela está internada em estado grave no Hospital Estadual Carlos Chagas.

O Ministério da Justiça e as polícias Civil e Militar de Alagoas lamentaram a morte de Edmar dos Santos. Ele era policial da PM desde 2020.

É o segundo incidente envolvendo a Força Nacional de Segurança Pública desde o início da operação no Rio, em outubro. Horas antes do crime, agentes foram emboscados no Complexo do Chapadão e tiveram as armas roubadas.

Leia na íntegra a nota do Ministério da Justiça:

"O Ministério da Justiça e Segurança Pública lamenta profundamente a morte do policial militar Edmar Felipe Alves do Santos, integrante da Força Nacional, na noite desta terça-feira (28), no Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade

O policial, que é da PM de Alagoas, estava de folga e foi morto com lesões de arma de fogo ao tentar interceder em uma briga de casal que ocorria próximo ao local onde estava hospedado e apaziguá-la. O autor dos disparos fugiu.

Todas as circunstâncias do crime serão devidamente apuradas. As autoridades competentes já investigam o caso e a Força Nacional tem prestado todo o apoio relacionado a essa triste fatalidade.

Neste momento de dor e consternação, nossos sentimentos também vão para a família e amigos do PM Edmar dos Santos, bem como para a Polícia Militar de Alagoas que perde um dos seus quadros pelo devotamento à sua função policial, mesmo não estando em serviço."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora