Conteúdo publicado há 2 meses

PM é preso por tentar fraudar concurso para perito da Polícia Civil

O policial militar Allan Faquini Braga foi preso em flagrante por usar uma escuta em uma prova para ser perito da Polícia Civil, na tarde de ontem, em São Paulo. O caso foi revelado pelo Metrópoles e confirmado pelo UOL.

O que aconteceu

Braga, de 33 anos, tentou fraudar uma prova para ser perito criminal da Polícia Civil de São Paulo, ao usar um ponto eletrônico.

Oficiais que acompanhavam a realização do concurso suspeitaram que Allan estava fraudando a prova e encontraram a escuta. Ele confessou e foi preso.

O caso foi registrado como associação criminosa e "fraude em certames de interesse público", e tanto a escuta quanto o celular de Braga foram apreendidos.

A Polícia Militar afastou Allan Faquini Braga e recolheu sua arma, além de instaurar um processo administrativo para avaliar a conduta dele, segundo a Secretaria de Segurança Pública.

O UOL entrou em contato com a Polícia Militar e com pessoas próximas a Allan Faquini Braga, mas não teve retorno. O espaço segue aberto.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes