Cobra-de-vidro se divide em duas enquanto biólogo tentava resgatá-la em SC

Um biólogo de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, registrou o momento em que tentou recuperar uma cobra-de-vidro, que se dividiu ao meio para se defender.

O que aconteceu

O vídeo mostra o momento em que o animal ativou seu mecanismo de defesa e se dividiu em duas partes. A gravação foi publicada ontem no perfil do biólogo Christian Raboch Lempek.

O réptil estava preso embaixo de uma caixa de plástico, que foi retirada pelo homem durante a filmagem. Ao ser tocada, a cobra-de-vidro começou a se movimentar rapidamente. O homem, que segurava o animal com a mão, alertou que é preciso tomar cuidado com mordidas.

Parte do animal ficou na mão do rapaz, mas outro pedaço caiu no chão e continuou a se mexer. A reação, segundo o biólogo, se chama autotomia. É uma capacidade que alguns animais, como lagartixas, têm de mutilar e soltar partes do seu próprio corpo para confundir predadores. Em seguida, o corpo consegue regenerar o membro perdido.

O biólogo explicou que a cobra-de-vidro tem pernas na lateral do corpo, mas não tem veneno e nem peçonha. Esses répteis são muito importantes para o meio ambiente e são comuns em jardins. Eles se alimentam de pequenos aracnídeos que vivem nesses locais, de acordo com o especialista.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes