Conteúdo publicado há 23 dias

Amigo da família é suspeito por sumiço de advogada de Petrópolis, diz TV

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o que aconteceu à advogada Anic de Almeida Peixoto Herdy, 55, desaparecida desde 29 de fevereiro. Ela foi vista pela última vez ao estacionar seu carro em um shopping de Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

O que aconteceu

Câmeras mostram última vez em que Anic foi vista. Depois de estacionar o veículo no shopping, ela vai a pé até um Jeep Compass preto, que leva a mulher.

Investigação está em segredo de Justiça. A policia ainda apura se a advogada e estudante de psicologia está viva, segundo reportagem do jornal O Globo.

Advogada é casada com um professor de 78 anos. Benjamin Cordeiro Herdy é um dos filhos do fundador de um complexo educacional na Baixada Fluminense que deu origem à universidade Unigranrio, vendida em 2021.

Ameaças e envolvimento de amigo

Marido recebeu mensagens após o sumiço de Anic. Em uma delas, enviada por volta das 20h30 do dia 29 de fevereiro, um suposto sequestrador diz: "Estamos com a sua mulher. Ela está bem, nada vai acontecer com ela, só depende de você seguir as nossas instruções. Não fale com ninguém, não envolva a polícia". O trechos foram exibidos hoje no "Fantástico", da TV Globo.

Suposto sequestrador pediu R$ 4,6 milhões. "Sei que você vai precisar de um prazo para sacar esse valor", escreveu.

Benjamin relatou dificuldade para sacar o dinheiro. A mensagem foi enviada pelo marido de Anic em 5 de março, cinco dias após o sumiço da advogada. Um criminoso respondeu: "Vamos ser razoáveis. Me entregue em mãos R$ 2,65 milhões e me mande quatro bitcoins", segundo outro trecho exibido no "Fantástico".

Criminosos envolveram amigo próximo da família. Os supostos sequestradores disseram a Benjamin que pedisse ajuda a "Gordo", apelido de Lourival Correa Netto Fadiga. De acordo com a TV Globo, Lourival convivia com a família há pelo menos três anos e se dizia policial federal — o que era mentira. Foi ele que convenceu Benjamin a não procurar a polícia.

Continua após a publicidade

Pagamento do resgate

Marido cumpriu com o combinado e enviou dinheiro. Ao todo, foram feitas 40 transferências bancárias para comprar bitcoins e dólares, segundo o "Fantástico". Ele também fez pagamentos em espécie de US$ 200 mil (pouco mais de R$ 1 milhão, pela cotação atual) e R$ 680 mil.

Depois, Benjamin recebeu uma suposta mensagem de Anic. O texto dizia: "Querido Benjamin, hoje é um dia muito triste para a nossa família. É o dia em que definitivamente irei me separar de vocês". Também revelava que a advogada havia conhecido uma pessoa e se apaixonado. A suposta Anic ainda pediu que o marido não a procurasse, porque o "amante" era policial civil.

Filha de Anic procurou a polícia duas semanas após o sumiço. Anic também teria enviado mensagens aos filhos dizendo que havia saído do Brasil. Sua filha — cuja identidade não foi divulgada — desconfiou e denunciou o caso à polícia, como mostrou a reportagem.

Prisões

Lourival é suspeito de envolvimento no sequestro. A polícia identificou que, após o pagamento do resgate, "Gordo" comprou uma caminhonete em uma concessionária na Barra da Tijuca por R$ 500 mil em dinheiro vivo, além de uma moto por R$ 30 mil. "Estava vivendo uma vida de milionário com o valor desse resgate", disse a delegada Cristiana Onorato Miguel ao "Fantástico".

Continua após a publicidade

"Gordo", seus dois filhos e sua amante foram presos. "Há provas nos autos que dizem que houve a participação dos filhos, até porque o veículo [comprado por Lourival] foi colocado no nome da filha", completou a delegada. Os quatro viraram réus por extorsão e sequestro. Todos negam participação no crime, segundo a TV Globo. As buscas por Anic continuam.

Como é possível imaginar, a família está extremamente abalada. Todos estão muito arrasados, sofrendo pela ausência de Anic. São praticamente três meses sem notícias a respeito dela, e a cada dia que passa a dor da família é ampliada pela preocupação sobre o que pode ter acontecido com Anic.
Comunicado do advogado da família

Deixe seu comentário

Só para assinantes