Conteúdo publicado há 26 dias

Bebê de 9 meses está em coma após ser baleada na cabeça em tiroteio no CE

Uma bebê de nove meses foi internada em estado grave após ser baleada na região da cabeça durante um tiroteio em Fortaleza.

O que aconteceu

A criança ficou em coma devido à gravidade da lesão. Ela foi levada para o IJF (Instituto Doutor José Frota), onde foi atendida e submetida a uma cirurgia de emergência.

Criança segue internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Devido ao estado clínica da bebê, ela deve passar por uma nova intervenção cirúrgica nesta segunda-feira (17). O UOL entrou em contato com o IJF para pedir mais detalhes sobre a saúde da criança e aguarda retorno.

A bebê estava com os pais em uma praça de Fortaleza na noite da sexta-feira (14), quando foi atingida. Além da família, várias outras pessoas estavam sentadas no local, no bairro Joaquim Távora.

Imagens do circuito de segurança do local mostram o momento em que homens armados chegaram atirando e as pessoas começam a correr em desespero. No meio da confusão, a criança foi atingida, o pai a segura nos braços desesperado e pede ajuda.

Além da criança ferida, um homem morreu. Segundo informações da SSPDS (Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social) do Ceará, a vítima, que não teve a identidade revelada, morreu no local. O homem seria o alvo da ação dos criminosos. A motivação para o crime também não foi informada.

Suspeito morto e dois presos

Um dos suspeitos de participar do tiroteio foi morto em confronto com a polícia. Conforme a SSPDS, o suspeito foi baleado no sábado (15), após ser localizado em um motel no bairro Aerolândia, em Fortaleza. Ele teria reagido com tiros à chegada dos agentes no local. Com ele, foram apreendidas uma pistola e munições. A identidade dele não foi informada.

Outros dois suspeitos foram detidos. Dois homens, de 19 e 37 anos, foram encontrados escondidos em uma casa no bairro São João do Tauape. Ainda segundo a SSPDS, no momento da prisão eles estavam em posse de drogas e foram autuados. O homem de 39 anos já tem passagens pela polícia pelos crimes de violência doméstica e desacato. Os dois vão responder por porte de drogas e por participação no tiroteio ocorrido na praça.

Continua após a publicidade

O caso é investigado pela 10º Delegacia do DHPP de Fortaleza. Como os suspeitos presos não tiveram as identidades reveladas, não foi possível localizar suas defesas para pedir posicionamento. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes