Conteúdo publicado há 1 mês

Preso por arrastar e abusar mulher alega não lembrar do crime, diz polícia

O homem preso por suspeita de arrastar, agredir e estuprar uma mulher de 56 anos disse não se recordar do ocorrido.

O que aconteceu

Crime foi cometido na madrugada do domingo (16), em Senador Canedo (GO). Imagens do circuito de segurança da rua registraram o momento em que a mulher e o homem caminhavam próximos um do outro, quando subitamente o suspeito a puxa pelo cabelo, leva a vítima para um lote baldio e comete o estupro.

Mulher foi encontrada usando apenas uma camiseta, com o rosto desfigurado e diversos hematomas pelo corpo. Ela foi socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levada a um hospital, onde foi internada.

Suspeito foi identificado e preso, mas alegou não se recordar do ocorrido. Durante depoimento, o homem disse lembrar que havia usado drogas como cocaína, além de ter ingerido bebida alcoólica no mesmo bar em que conheceu a vítima. Em relação ao abuso, ele diz não ter lembranças.

Polícia informou que o homem e a mulher estiveram juntos em uma distribuidora de bebidas antes do abuso. Os dois saíram juntos do local por volta das 2h de domingo. Posteriormente, a mulher foi violentada pelo homem.

Laudo médico comprovou que a mulher foi vítima de estupro. Ainda segundo a polícia, a mulher também foi roubada e teve o celular levado. Devido o estado de saúde dela, os investigadores ainda não colheram suas declarações para verificar se ela possuía algum vínculo com o homem.

O suspeito foi preso por estupro e tentativa de feminicídio. Como ele não teve a identidade revelada, não foi possível localizar sua defesa. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes