Conteúdo publicado há 24 dias

Advogado condenado por matar colega foge de presídio pela janela em GO

O advogado Adelúcio Lima Melo, condenado a mais de 27 anos de prisão por mandar matar um colega de profissão, foi encontrado na quarta (26) após fugir pela janela do presídio Casa do Albergado, em Goiânia, no domingo (23).

O que aconteceu

Adelúcio foi encontrado dois dias depois pela Polícia Penal de Goiás nem Rio Verde. A recaptura ocorreu na noite de quarta-feira (26) e uma terceira pessoa foi preso por favorecer a fuga do foragido.

Antes da fuga, Adelúcio estava instalado em uma sala reservada para advogados no presídio. Segundo informações da Polícia Penal de Goiás, o preso escapou por uma janela durante a madrugada do domingo (23).

O advogado havia sido condenado a 27 anos e seis meses de detenção quatro dias antes da fuga. Ele foi considerado culpado por encomendar a morte do também advogado Hans Brasiel da Silva Chaves, morto a tiros dentro de seu escritório, em fevereiro de 2020. Na época, a vítima tinha 31 anos.

Assassinato foi cometido em briga por disputa de clientes na cidade de Aruanã, no interior do estado. Além de Adelúcio, outras duas pessoas também foram julgadas e condenadas por envolvimento no caso: Wuandenberg Alves Faria foi sentenciado a 15 anos de prisão e Rafael Alves da Silva, a 16 anos. Todas as decisões foram proferidas em primeiras instância e cabem recurso. Entretanto, a Justiça de Goiás determinou que Adelúcio recorresse da decisão preso.

Ministério Público de Goiás cobra punição aos responsáveis pela fuga de Adelúcio. O órgão disse confiar no trabalho da polícia para recapturar o preso e em identificar possíveis ajudantes na fuga para a devida responsabilização.

O UOL não conseguiu contato com a defesa de Adelúcio. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes