Conteúdo publicado há 28 dias

Novas chuvas atingem o RS e mais de 70 cidades registram danos

Mais de 70 municípios gaúchos (confira lista abaixo) reportaram à Defesa Civil estadual danos em virtude de alagamentos, inundações e deslizamentos de terra.

O que aconteceu

Ao todo, 74 municípios relataram danos à Defesa Civil estadual. Ocorrências foram registradas entre os dias 14 a 24 de junho.

Em Arroio do Tigre, Lagoão e Segredo, uma tempestade de granizo causou danos e prejuízos. Na primeira, ao menos 250 residências foram atingidas, na segunda 300 casas foram afetadas, e na terceira, 131. As prefeituras estão mobilizadas na distribuição de lonas.

Em Cachoeira do Sul, 46 ficaram desabrigados e 49 desalojados. Já em Cruzeiro do Sul, o alagamento afetou casas e ruas, e o transbordamento de arroios, deixando 348 desalojados. Em Estrela são 104 desabrigados e 184 desalojados.

Em Maquiné, distrito de Barra do Ouro, cerca de 2 mil pessoas ficaram ilhadas. Os acessos a ERS-484 e ERS-239 ficaram interrompidos. Ao menos 20 ficaram desabrigados.

Outros danos: em Igrejinha são 58 desabrigados e 70 desalojados. Em Montenegro, 200 desabrigados e 1200 desalojados. Em Nova Santa Rita, foram 20 desalojados. Em outras cidades, como Rio Pardo, pessoas precisaram ser removidas das áreas de risco. E em Rolante, vias foram obstruídas e houve deslizamentos.

Municípios afetados: Agudo, Arroio do Tigre, Arvorezinha, Bento Gonçalves, Bom Retiro do Sul, Boqueirão do Leão, Cachoeira do Sul, Camargo, Canela, Capão da Canoa, Capão do Leão, Casca, Caxias do Sul, Coqueiro Baixo, Cruz Alta, Cruzeiro do Sul, Dom Pedro de Alcântara, Dona Francisca, Encantado, Erebango, Espumoso, Estrela, Faxinal do Soturno, Gramado Xavier, Guarani das Missões, Igrejinha, Jaguarão, Lagoão, Lajeado, Mampituba, Maquiné, Marques de Souza, Mato Castelhano, Montenegro, Muçum, Nova Bréscia, Nova Hartz, Nova Palma, Nova Santa Rita, Pareci Novo, Parobé, Passa Sete, Pinhal Grande, Pinheiro Machado, Pinto Bandeira, Piratini, Pouso Novo, Progresso, Quinze de Novembro, Relvado, Restinga Seca, Rio Pardo, Roca Sales, Rolante, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Tereza, Santo Ângelo, Santo Antônio das Missões, São Borja, São Jerônimo, São Luiz Gonzaga, São Vendelino, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Segredo, Sinimbu, Sobradinho, Taquara, Tio Hugo, Três Coroas, Triunfo, Vale Real e Vera Cruz.

Guaíba aumenta de nível e prefeitura emite alerta

O nível do Guaíba subiu e fez com que a prefeitura de Guaíba emitisse um alerta de risco para inundações. Foram mais de mais de 20 centímetros em 11h desde domingo (23).

Continua após a publicidade

Prefeitura explicou que o aumento pode levar a alagamentos em pontos nas margens do Guaíba. Além disso, córregos e arroios próximos também podem registrar inundações até terça-feira (25).

A Defesa Civil do município orientou moradores de áreas de risco buscarem locais seguros. As pessoas que moram nas margens devem se dirigir ao abrigo municipal do Ginásio do Coelhão, pediu o órgão.

A elevação ocorreu devido ao vento sul e sudeste. Segundo a prefeitura, o fenômeno ocasionou o represamento da água do Guaíba.

Em Porto Alegre, avenida é interditada

Às 6h desta segunda-feira (24), o nível do Guaíba estava em 3,41 metros em Porto Alegre. Ele passou a subir às 18h de ontem, quando ainda estava em 3,18 metros.

Continua após a publicidade

A avenida Guaíba foi bloqueada nesta manhã pelo acúmulo de água. A Prefeitura de Porto Alegre ainda reforçou que a cota de inundação do Guaíba é de 2,6 metros, enquanto a cota de alerta é de 3,15 metros.

Há previsão de inundação do rio Jacuí a partir de Cachoeira do Sul durante o dia de hoje. ''Se você mora em áreas com histórico de alagamentos ou inundações, procure sair com antecedência das áreas de risco e fique em local seguro'', escreveu a Defesa Civil do Estado.

Porto Alegre e outras cidades gaúchas tiveram temporais com queda de granizo ontem. Moradores fizeram registro do momento pelas redes sociais e compararam pedra de gelos com o tamanho de ovo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes