'Agarrou meu seio', diz mulher que denunciou empresário por importunação

A enfermeira aposentada Maria Palmira Silva, 67, que denunciou o empresário Emanoel Gurgel, 71, por importunação sexual em um elevador de um prédio residencial de Fortaleza, diz que o homem teria agarrado um de seus seios.

O que aconteceu

Maria Palmira explicou que após entrar no elevador, Gurgel teria pegado em seu braço, sua mão e, em seguida, agarrado seu seio. "Ele já entrou pegando no meu braço, na minha mão, perguntando quem era minha manicure. [...] Ele solta a minha mão e agarra o meu seio direito. Eu gritei: 'epa, aqui não'", relatou a mulher em entrevista ao programa Encontro (TV Globo) desta quinta-feira (11).

Vítima afirmou que teve um ataque cardíaco após o ocorrido no elevador. Segundo explicou, suas pernas "tremiam" e o empresário teria tentado "desconversar". Posteriormente, ela disse ter chorado e resolvido denunciar o empresário. O caso foi registrado em 19 de junho, mas o vídeo e as informações do caso foram divulgados agora.

A cena foi gravada pelo circuito interno de segurança do prédio localizado no bairro Passaré, em Fortaleza. Nas imagens, é possível ver Emanoel e Maria Palmira Silva em pé, um ao lado do outro. O empresário se aproxima da vítima e segura uma de suas mãos. Em seguida, Gurgel parece tocar intimamente nos seios da mulher, que se afasta.

Vítima procurou a Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza para registrar boletim de ocorrência. Em nota, a Polícia Civil do Ceará informou que "o caso segue sob apuração na DDM Fortaleza, unidade da Polícia Civil do Ceará que realiza diligências. Oitivas estão em andamento".

Maria Palmira é enfermeira aposentada. Ela é natural do Ceará, mas morava em Cuiabá (MT), até retornar para Fortaleza a fim de cuidar de uma irmã de 74 anos, que mora no prédio em que o caso ocorreu. Maria Palmira deixou o edifício e está recebendo auxílio psicológico.

Empresário nega que tenha importunado a mulher. Em nota divulgada por sua assessoria jurídica, Gurgel alegou que interagiu com a mulher "apenas" em uma tentativa de "alertá-la sobre os riscos do tabagismo, citando que seu próprio pai faleceu devido a isso".

Gurgel ressaltou que está casado há 25 anos, é pai de sete filhos e que "está cooperando integralmente com as autoridades para esclarecer os fatos". O empresário ficou conhecido por agenciar bandas de forró de sucesso, como Mastruz com Leite, uma das mais tradicionais do país. Ele também é ex-presidente do Ceará Sporting Clube e, atualmente, trabalha com radiodifusão.

Veja a íntegra da nota do empresário:

Continua após a publicidade

Em resposta à acusação, Emanoel Gurgel afirma que recebeu com surpresa a notícia. Ele esclarece que tentou apenas alertar a senhora sobre os riscos do tabagismo, citando que seu próprio pai faleceu devido a isso. Não houve qualquer tipo de postura indevida. Emanoel tem 71 anos, é pai de 7 filhos e é casado há 25 anos. Ele é ex-empresário de grupos musicais e, hoje, atua com radiodifusão. Emanoel Gurgel reafirma seu compromisso com o respeito e a dignidade de todas as pessoas, e está cooperando integralmente com as autoridades para esclarecer os fatos. Ele afirma que é inocente e que a verdade prevalecerá. E agradece o apoio de todos durante este momento. Os advogados de Emanoel esclarecem ainda que o inquérito corre em segredo de justiça e que seu cliente ainda não foi notificado da suposta acusação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes