PUBLICIDADE
Topo

Eleições 2020

Republicanos decide lançar Russomanno para disputar a Prefeitura de SP

Danilo Verpa - 20.set.2016/Folhapress
Imagem: Danilo Verpa - 20.set.2016/Folhapress

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 12h30

O Republicanos vai lançar na noite de hoje a pré-candidatura do deputado federal Celso Russomanno à Prefeitura de São Paulo. Será a terceira vez seguida que o deputado federal tentará chegar ao comando da capital paulista. O anúncio será feito em transmissão nas redes sociais do partido a partir das 19h.

O lançamento da pré-candidatura é a primeira sinalização efetiva do partido a respeito de seu posicionamento na corrida pela prefeitura. Até meados desta semana, o partido fazia reuniões para definir se lançaria ou não Russomanno.

Com o deputado, a corrida pela Prefeitura de São Paulo agora tem ao menos 16 pré-candidatos.

Praticamente certo

Russomanno deverá ser confirmado na convenção do partido, prevista para 10 de setembro. Mas, até lá, negociações do partido podem mudar o cenário. O nome do deputado chegou a ser cotado para a posição de vice do atual prefeito, Bruno Covas (PSDB).

A chance, porém, de o partido não confirmar a candidatura é vista como muito remota, de acordo com membros do Republicanos. "Até o fim das convenções, tudo pode acontecer", diz uma fonte.

Sangria

A coordenação da campanha deverá ficar a cargo do presidente do diretório municipal do partido, Marcos de Alcântara. Será dele a missão de estancar a sangria de votos.

Em 2012 e 2016, Russomanno partiu como líder das pesquisas no início das campanhas, mas não conseguiu chegar ao segundo turno em nenhuma das ocasiões, terminando em terceiro lugar nos dois pleitos. Além disso, o deputado perdeu eleitorado entre uma eleição e outra.

Oito anos atrás, o deputado conseguiu cerca de 1,3 milhão votos. Em 2016, ele conquistou praticamente metade: pouco menos de 790 mil.

Petistas e bolsonaristas

Por isso, a meta do partido é, pelo menos, deixar os resultados negativos dos últimos pleitos para trás. "Para buscar o segundo turno, nós temos os votos bolsonaristas para buscar e os votos petistas para buscar porque o Celso transita muito nesses públicos", diz uma outra fonte no partido.

O Republicanos, hoje, é aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O partido, inclusive, abriga dois dos filhos do presidente, o vereador carioca Carlos Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro, que aguardam o Aliança pelo Brasil. Mas também esteve na composição de governos do PT em Brasília.

Além disso, Russomanno é uma figura popular, com participações em programas da Record TV, emissora com fortes laços com o partido. Ele participa constantemente dos programas "Hoje em Dia" e "Cidade Alerta" em quadros sobre defesa do consumidor. Pela regra eleitoral, ele precisará deixar a televisão em 11 de agosto se realmente quiser disputar a eleição.

Ainda não há definição de nome de vice nem de alianças. O PTB, que esteve com Russomanno nos últimos anos, já decidiu lançar o ex-presidente da seção paulista da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) Marcos da Costa como pré-candidato.

Confira quem são os outros pré-candidatos:

  1. PSDB: Bruno Covas
  2. PSB: Márcio França
  3. PT: Jilmar Tatto
  4. PSOL: Guilherme Boulos
  5. PSD: Andrea Matarazzo
  6. PCdoB: Orlando Silva
  7. PTB: Marcos da Costa
  8. PSL: Joice Hasselmann
  9. PSTU: Vera Lúcia
  10. Novo: Filipe Sabará
  11. Patriota: Arthur do Val
  12. PRTB: Levy Fidelix
  13. UP: Vivian Mendes
  14. PTC: Ribas Paiva
  15. PCB: Antonio Carlos Mazzeo

Eleições 2020