PUBLICIDADE
Topo

Partidos usam drive-in e drive-thru para driblar pandemia em convenções

Eventos em formato drive-in inspiraram o Patriota para a convenção do partido na capital paulista - Arquivo - Agência InHaus
Eventos em formato drive-in inspiraram o Patriota para a convenção do partido na capital paulista Imagem: Arquivo - Agência InHaus

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

30/08/2020 04h00

Para respeitar o distanciamento físico que o combate à pandemia do novo coronavírus exige, partidos mudaram o formato de suas convenções para a eleição na capital paulista. Os eventos para escolhas das candidaturas vão acontecer em esquema de drive-thru e drive-in.

Na capital paulista, o Partido Novo e o Democratas optaram por utilizar o sistema drive-thru para receber os votos na convenção. O sistema é parecido com o de restaurantes de fast-food.

No caso do Novo, o drive-thru será montado no dia 5 de setembro no estacionamento da Câmara Municipal de São Paulo. Lá, os filiados farão três paradas:

  • o motorista vai até a baia identificada com a primeira letra de seu nome, assina a lista de presença e recebe uma cédula;
  • o motorista para em um espaço mais adiante para preencher a cédula;
  • o motorista entrega a cédula preenchida e deixa o estacionamento.

"Uma McVotação", brinca Julio Rodrigues, presidente do diretório municipal de São Paulo do Novo. Ele diz que a opção do partido por fazer uma convenção presencial veio de que o filiado do Novo é "muito participativo". Rodrigues espera que ao menos 300 filiados ao Novo passem pelo sistema.

"Em uma convenção virtual, a gente não traz esse filiado para perto, para dar uma oportunidade de ele exercer realmente a cidadania dele, que é indo lá votar", conta, lembrando que isso traria algumas dificuldades, como filas e outras aglomerações, desaconselhadas para o momento. "No meio dessa discussão, alguém falou: 'Por que a gente não pega um espaço grande e monta umas tendas, umas cabines, e faz um drive-thru?'"

E assim será das 10h às 14h do próximo sábado (5). Na sequência, será feita a contagem dos votos, com fiscais, em uma sala com capacidade para 100 pessoas, mas que receberá 17. Na ocasião, a partido deve oficializar a candidatura de Filipe Sabará a prefeito, além de anunciar sua chapa de vereadores.

Antes de bater o martelo a respeito do drive-thru, o Novo chegou a pensar em fazer a convenção na praça Charles Miller, em frente ao estádio municipal do Pacaembu. "Um espaço bem aberto. Mas tem problema de infraestrutura. Procuramos um lugar que tivesse alguma sala de apoio, internet. Achamos melhor ir para a Câmara mesmo."

drive-thru - Divulgação/Novo - Divulgação/Novo
O estacionamento da Câmara Municipal de São Paulo será usado para os filiados do novo votarem na convenção do partido em sistema drive-thru
Imagem: Divulgação/Novo

O Democratas seguirá modelo parecido com o do Novo em sua convenção na próxima segunda-feira (31) para quem for do grupo de risco."O filiado apto a votar não precisará descer do carro. A cédula de votação e a urna serão levadas até ele", diz o partido em nota. A convenção será realizada na sede do partido.

Além do drive-thru, o partido estruturou um formato de voto rápido para quem quiser sair do carro "com entrada e saída independentes" na sede. "O objetivo é evitar aglomerações. Além disso, outros cuidados serão tomados, como a medição de temperatura e a higienização das mãos."

A votação será realizada das 9h às 17h. O anúncio do resultado será feito às 19h. O atual prefeito e pré-candidato a reeleição, Bruno Covas (PSDB), deve participar por vídeo da convenção do Democratas, que apoia o tucano.

Reunião no estacionamento

Mas a pandemia colocou na moda mesmo foi o drive-in. Em seus carros, o público acompanha filmes, shows, eventos esportivos e outras atrações. Isso serviu de inspiração para a campanha do deputado estadual Arthur do Val, pré-candidato do Patriota a prefeito paulistano.

"A gente queria fazer um evento presencial, mas, dadas as condições da pandemia e o distanciamento, ia ficar muito custoso, ia ter que ser num lugar muito grande para abrigar todas as pessoas", diz o coordenador da campanha, Renato Battista.

Agora, eles estão atrás de um estacionamento que tenha de 100 a 150 vagas para abrigar a convenção, marcada para as 15h de 7 de setembro. No local, será montado um palco em que Do Val irá discursar, junto com outros membros do MBL (Movimento Brasil Livre), o vereador paulistano Fernando Holiday (Patriota) e o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP).

Outros detalhes, como onde ficarão os 15 membros do diretório do Patriota que votam na convenção, ainda serão debatidos pela coordenação.

O que é uma convenção?

A convenção é uma reunião em que o partido discute e define candidaturas e coligações, além de outros temas ligados à campanha. Elas devem ser realizadas em alguma data entre a próxima segunda (31) e 16 de setembro.

Uma emenda à Constituição permite que, por causa da pandemia, as convenções sejam realizadas de forma virtual. Assim foi decidido por oito partidos, como PDT e Cidadania.

Outros vão fazer de maneira mesclada. O PSD, por exemplo, permitirá a presença pessoas que tenham atuação direta na convenção, "respeitando todas as normas sanitárias de prevenção ao coronavírus". Outras pessoas poderão acompanhar a reunião pela internet. Este modelo deverá ser replicado por outros partidos, como PSDB, Republicanos, PT e PCdoB.

Confira as datas das convenções dos partidos*:

  • Democratas: 31 de agosto
  • PSD: 31 de agosto
  • PRTB: 31 de agosto
  • PSL: 31 de agosto
  • Cidadania: 3 de setembro
  • Podemos: 5 de setembro
  • Novo: 5 de setembro
  • PV: 5 de setembro
  • PSOL: 5 de setembro
  • PCdoB: 5 de setembro
  • PL: 6 de setembro
  • DC: 7 de setembro
  • Patriota: 7 de setembro
  • PSC: 9 de setembro
  • PSB: 11 de setembro
  • MDB: 11 de setembro
  • PSDB: 12 de setembro
  • PT: 12 de setembro
  • PTB: 12 de setembro
  • PDT: 12 de setembro
  • PSTU: 12 de setembro
  • PTC: 13 de setembro
  • PMB: 13 de setembro
  • PCB: 14 de setembro
  • UP: 14 de setembro
  • Rede: 15 de setembro
  • Republicanos: 16 de setembro
  • Avante: indefinido (10 ou 12 de setembro)
  • Progressistas: indefinido (provavelmente 16 de setembro)
  • Solidariedade: indefinido (5 ou 14 de setembro)
  • PMN: indefinido (6 ou 13 de setembro)
  • PROS: ainda não marcada
  • PCO: não informou

* As datas estão sujeitas a alterações