PUBLICIDADE
Topo

Eleições 2020

PDT confirma candidatura de Martha Rocha à prefeitura do Rio

 Martha Rocha tem 61 anos e está em seu segundo mandato na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) - Divulgação
Martha Rocha tem 61 anos e está em seu segundo mandato na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio) Imagem: Divulgação

Igor Mello

Do UOL, no Rio de Janeiro

12/09/2020 13h36

O PDT oficializou o nome da deputada estadual Martha Rocha como pré-candidata do partido à prefeitura do Rio de Janeiro. A convenção do partido, realizada virtualmente, foi concluída no início da tarde deste sábado (12). A vaga de vice na chapa, no entanto, segue indefinida.

Ex-chefe de Polícia Civil do Rio durante o governo Sérgio Cabral, Martha Rocha tem 61 anos e está em seu segundo mandato na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). A parlamentar ganhou destaque recentemente por presidir a comissão especial que investiga os contratos do governo do estado para lidar com a pandemia de covid-19. As denúncias de corrupção na saúde levaram ao afastamento do governador Wilson Witzel (PSC) por decisão do Superior Tribunal de Justiça —ele também é alvo de um processo de impeachment na casa.

"Agradeço a confiança do partido e de suas lideranças. Encaro o desafio de ser candidata à prefeita porque amo o Rio e acredito na força do carioca. Nossa cidade precisa experimentar uma gestão que preze pela ética e pela transparência, precisa de um novo caminho", disse Martha durante discurso na convenção.

O PDT negocia uma aliança com o PSB e a Rede Sustentabilidade. Em junho, os partidos chegaram a definir que a chapa seria composta por Martha Rocha e Eduardo Bandeira de Melo (Rede), ex-presidente do Flamengo —ficando na cabeça de chapa quem estivesse na frente nas pesquisas.

O ex-presidente do Flamengo enfrenta forte desgaste por conta do incêndio no Ninho do Urubu, que matou dez jogadores da base do clube em fevereiro de 2019. Nesta semana, o UOL revelou que a gestão de Bandeira sabia do risco iminente de um incêndio no sistema elétrico do centro de treinamento desde maio de 2018, segundo emails obtidos pela reportagem.

Presidente nacional do PDT, o ex-ministro Carlos Lupi diz que a investigação sobre o incêndio não interfere na escolha de Bandeira como vice.

"Para nós não tem problema. Mas não sei se eles [a Rede Sustentabilidade] querem. Acho que esse negócio do Ninho do Urubu não tem participação direta dele", minimizou.

Lupi avaliou ainda que o desgaste sofrido pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e pelo ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) —ambos alvos de operações nessa semana— pode favorecer a candidatura de Martha Rocha.

"Eu vejo o Rio nos últimos anos sofrendo muito. É impeachment de governador, afastamento, agora o vice já investigado. Não sei como isso vai ser visto pelo eleitor. Como a Martha é mulher, delegada e tem uma história ilibada pode ser a grande beneficiada", completou.

Eleições 2020