PUBLICIDADE
Topo

Boulos contesta Covas por declaração sobre padre Julio: "Incômodo é o PSDB"

Guilherme Boulos (PSOL) contestou Bruno Covas (PSDB) por declaração sobre padre Julio Lancellotti - Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo
Guilherme Boulos (PSOL) contestou Bruno Covas (PSDB) por declaração sobre padre Julio Lancellotti Imagem: Alice Vergueiro/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

17/09/2020 10h54

O candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (PSOL) contestou a declaração do prefeito Bruno Covas (PSDB), seu concorrente nas eleições municipais deste ano, sobre o padre Julio Lancellotti e disse que o "incômodo é o PSDB".

Ontem, Covas disse, em frase publicada pelo jornal El Pais, que o trabalho do padre da Pastoral do Povo de Rua de SP era um "incômodo necessário para que a prefeitura não perca o foco de atender bem essa parte da população".

Em mensagem no Twitter, Boulos contestou, dizendo que o partido do prefeito era um "incômodo desnecessário" para a cidade.

"Bruno Covas chamou o Padre Julio Lancellotti de "incômodo necessário". Padre Julio é exemplo e inspiração. Incômodo é o PSDB, que governa de costas para o povo de rua e as periferias. E, pior, um incômodo desnecessário", escreveu.

Covas foi questionado sobre Julio Lancellotti em decorrência das ameaças que o padre tem sofrido. Na terça-feira (15), o sacerdote registrou um boletim de ocorrência após ter sido xingado por um motoqueiro enquanto realizava trabalhos sociais.

Na entrevista ao El País, Covas também disse que não há investigações em andamento "para poder demitir ou retirar do serviço público qualquer pessoa que possa ter ameaçado" o padre, mas que a prefeitura está à disposição dele.