PUBLICIDADE
Topo

Candidata da Rede não responde pergunta e pede para eleitor ir ao seu site

A candidata da Rede à Prefeitura de São Paulo, Marina Helou - Kelly Fuzaro/Band
A candidata da Rede à Prefeitura de São Paulo, Marina Helou Imagem: Kelly Fuzaro/Band

Do UOL, em São Paulo

01/10/2020 23h02

Marina Helou, candidata da Rede à prefeitura de São Paulo, não respondeu a primeira pergunta sobre geração de emprego, dirigida aos candidatos à prefeitura de São Paulo, e aproveitou o espaço para pedir ao eleitor que visite o seu site para conhecê-la melhor e para ver o que ela propõe em relação ao tema abordado. O primeiro debate com candidatos à prefeitura da capital paulista é realizado pela Band e e retransmitido pelo portal UOL.

"Você que esta em casa preocupado com São Paulo. Eu também estou e é por isso que precisamos sair da mesmice. De novas soluções para resolver nosso velhos problemas. Sou formada em administração pública, deputada estadual e adorei que a Band deu a você o poder de escolher essa pergunta, mas todos os 17 temas são muito importantes. Por isso gravei um vídeo contando minha ideia de como vou fazer diferente em cada um deles, inclusive em geração de trabalho e renda que estou postando agora em minhas redes sociais e em meu site, marinahelou18.com.br. Corre lá para ver que sim, São Paulo tem opção", disse ela, mas sem responder a questão.

Formada em Administração Pública pela FGV (Fundação Getulio Vargas), Helou tem 33 anos e está em seu primeiro mandato como deputada estadual.

Em 2018, ela obteve pouco menos de 25 mil votos apenas na capital paulista. Em todo o estado, a parlamentar conquistou o apoio de cerca de 40 mil eleitores. Dois anos antes, em 2016, ela tentou ser vereadora na capital paulista, mas seus 16,2 mil votos não foram suficientes na ocasião. Helou, porém, foi a mais votada do partido.

Russomanno lidera

Celso Russomanno (Republicanos) aparece com 24% das intenções de voto à Prefeitura de São Paulo, segundo pesquisa divulgada pelo Ibope, em setembro. O prefeito Bruno Covas (PSDB), que busca a reeleição, tem 18%.

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Portanto, Russomanno e Covas estão tecnicamente empatados.

Em seguida, aparecem Guilherme Boulos (PSOL), com 8% das intenções e Márcio França (PSB), com 6%. Arthur "Mamãe Falei" do Val (Patriota) e Joice Hasselmann (PSL) têm 2% das preferências.

Andrea Matarazzo (PSD), que já esteve à frente da Subprefeitura da Sé, surge com 1% das intenções de voto, assim como Filipe Sabará (Novo).

O PT, que concorre com Jilmar Tatto, também tem 1% das intenções de voto. Outros candidatos com a mesma marca são Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) e Vera Lúcia (PSTU). O candidato do PCO, Antonio Carlos Silva, teve menos de 1% da intenção de votos, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

Brancos e nulos somam 23% das intenções de voto. E 10% dos entrevistados declararam que não sabem em quem votar ou não responderam.