PUBLICIDADE
Topo

Candidato em Goiânia, Maguito Vilela é levado à UTI para tratar covid-19

Vilela tem quadro clínico estável, funções cardíaca e renal normais, e está acordado e consciente - Reprodução/Facebook
Vilela tem quadro clínico estável, funções cardíaca e renal normais, e está acordado e consciente Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

26/10/2020 14h49Atualizada em 26/10/2020 17h13

Candidato à prefeitura de Goiânia (GO), Maguito Vilela (MDB) foi transferido hoje à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Órion para tratar uma inflamação nos pulmões causada pela covid-19. Segundo nota publicada nas redes sociais, Vilela tem quadro clínico estável, funções cardíaca e renal normais, e está acordado e consciente.

"Optamos por transferi-lo para a UTI para que ele tenha à disposição um suporte ventilatório mais adequado. Ele vai receber oxigênio através de um cateter nasal de alto fluxo e de uma máscara de ventilação não invasiva", explicou o pneumologista Marcelo Rabahi, que integra a equipe médica do candidato.

Essa medida, ainda de acordo com o médico, busca trazer maior conforto ao paciente, permitindo que Vilela passe por este período mais crítico da doença, consiga se restabelecer mais rapidamente e possa continuar o tratamento fora da UTI.

Maguito Vilela recebeu diagnóstico positivo para coronavírus no último dia 20. Na ocasião, ele relatou ter apresentado sintomas leves, como coriza e rouquidão, e anunciou que se isolaria em casa, como recomendam as autoridades de saúde. Dois dias depois, ele foi internado "em caráter preventivo".

Duas irmãs do candidato — Nelma, 76, e Nelita, 82 — morreram em agosto, vítimas da covid-19. Vilela prestou homenagem a ambas nas redes sociais e agradeceu a todas as orações e mensagens de apoio recebidas. Ele também se solidarizou com as famílias que também perderam entes queridos durante a pandemia.

Ibope aponta empate

O candidato do MDB aparece tecnicamente empatado com Vanderlan Cardoso (PSD), segundo pesquisa Ibope divulgada na semana passada. O emedebista tem 28% das intenções de voto, enquanto seu adversário soma 27%.

Como a margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, não é possível dizer quem ocupa a primeira posição.

Neste levantamento, brancos e nulos somaram 9%. Já 7% preferiram não responder ou disseram não saber em quem votariam.

Confira as porcentagens que cada candidato obteve:

  • Maguito Vilela (MDB): 28%
  • Vanderlan Cardoso (PSD): 27%
  • Delegada Adriana Accorsi (PT): 11%
  • Elias Vaz (PSB): 5%
  • Alysson Lima (Solidariedade): 4%
  • Major Araújo (PSL): 3%
  • Virmondes Cruvinel (Cidadania): 2%
  • Dra. Cristina (PL): 1%
  • Gustavo Gayer (DC): 1%
  • Samuel Almeida (PROS): 1%
  • Fábio Júnior (UP): 0%
  • Antônio Vieira Neto (PCB): 0%
  • Cristiano Cunha (PV): 0%
  • Talles Barreto (PSDB): 0%
  • Vinícius Gomes (PCO): 0%
  • Manu Jacob (PSOL): 0%
Para esta pesquisa, o Ibope conversou com 602 pessoas entre os dias 19 e 21 de outubro. Contratada pela TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo em Goiás, o levantamento tem nível de confiança estimado em 95% e foi registrado no TRE-GO (Tribunal Regional Eleitoral de Goiás) sob o número 07340/2020.