PUBLICIDADE
Topo

Covas nega que Ricardo Nunes agrediu mulher: 'Transformaram em agressor'

O vereador Ricardo Nunes (MDB), à esquerda de Bruno Covas (PSDB) - 11.set.2020 - Reprodução/Facebook/ricardonunes.sp
O vereador Ricardo Nunes (MDB), à esquerda de Bruno Covas (PSDB) Imagem: 11.set.2020 - Reprodução/Facebook/ricardonunes.sp

Do UOL, em São Paulo

23/11/2020 22h17Atualizada em 24/11/2020 17h44

Atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) negou na noite de hoje que seu vice, o vereador Ricardo Nunes (MDB), tenha agredido a esposa. A fala do candidato que concorre ao segundo turno na capital paulista ocorreu durante o programa Roda Viva, da TV Cultura.

"Não há uma denúncia sequer de agressão envolvendo o vereador Ricardo Nunes. Dez anos atrás teve um desentendimento dele com a Regina, sua esposa, que continua como esposa", declarou ele ao ser questionado sobre a suposta agressão.

Covas declarou que no boletim de ocorrência do caso, estava escrito que "houve desentendimento, mas nenhum tipo de agressão física".

Pegaram esse episódio da vida dos dois e transformaram ele em um agressor. Isso não existe. Não corresponde à realidade

"Estamos em um país em que as pessoas gostam de lacrar e acabar com o currículo dos outros sem nenhum tipo de denúncia concreta", declarou o tucano.

Nunes foi acusado de violência doméstica em fevereiro de 2011 por Regina Carnovale, esposa com quem continua casado até hoje. Ela registrou um boletim de ocorrência contra ele por ameaça e injúria.

Questionado sobre quem indicou o emedebista para ser seu vice, Covas declarou que foi ele próprio quem o escolheu e disse que, apesar de inicialmente buscar uma mulher para vice, mudou de ideia por entender que Nunes representava o que sua chapa buscava na disputa eleitoral.

Ele está fazendo campanha na região sul de São Paulo. Não é por acaso que, pela primeira vez, o PSDB ganhou na região sul. Justamente pela presença dele na região, onde ele é muito querido, muito conhecido. Desta vez, ganhamos em todos os distritos da cidade, inclusive na extrema zona sul, onde o Ricardo Nunes é muito atuante. Ele tem contato com todo mundo naquela região e não há nenhum indício de favorecimento ou que ele tenha usado o seu mandato para se favorecer com a relação que ele tem com essas pessoas. Ele não responde a nenhum processo judicial

* Colaboraram Felipe Oliveira, Gilvan Marques, João Victor Miranda e Juliana Arreguy