PUBLICIDADE
Topo

Candidato, prefeito de Mogi divide narguilé e cria aglomeração em festa

Lucas Borges Teixeira

Do UOL, em São Paulo

23/11/2020 18h16

O prefeito de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, Marcus Melo (PSDB), candidato à reeleição, foi filmado participando de uma festa sem máscara e dividindo narguilé com apoiadores. As ações vão contra as recomendações de combate à pandemia de covid-19.

O vídeo que circula por aplicativos de mensagem mostra Melo comemorando com eleitores da cidade. Ele veste uma camisa com o boton do PSDB. As imagens mostram diversas pessoas sem máscara. Em dado momento, ele divide um narguilé com um eleitor jovem.

Melo confirmou que o vídeo é verdadeiro em suas redes sociais e se desculpou pelo que chamou de "deslize".

Em um momento de distração, eu fiquei sem máscara e agora estão querendo dizer que eu sou irresponsável. Isso é coisa que só acontece agora na época de eleição
Marcus Melo (PSDB), candidato à reeleição em Mogi das Cruzes

A OMS (Organização Mundial da Saúde) e o próprio governo do estado de São Paulo, do mesmo partido de Melo, recomendam não fazer aglomerações, manter a máscara enquanto se está em público e não compartilhar objetos que vão à boca como maneiras de evitar o contágio do coronavírus.

Atualmente, Mogi das Cruzes está na fase verde do Plano São Paulo, de flexibilização da economia. Nela, ainda são proibidas festas, baladas, presença de torcedores em eventos esportivos ou quaisquer atividades que gerem aglomeração. Procurada, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que não comenta ações individuais e que a Vigilância Sanitária só pode agir em flagrante.

O atual prefeito concorre à reeleição contra Caio Cunha (Podemos). No primeiro turno, ele ficou na primeira posição, com 42% dos votos, contra 28% do adversário.

Em nota enviada ao UOL, ele diz que o vídeo foi tirado de contexto e usado como arma política. "Um deslize tirado fora de contexto está criando um fantasma, mas o morador de Mogi sabe exatamente como nós enfrentamos isso. É muito triste ver que, na política, vale tudo", declarou Melo.