PUBLICIDADE
Topo

Pesquisa Ibope: 80% dos eleitores de São Paulo não toleram corrupção

Eleitores também citaram não tolerar descumprimento de promessas, casos de superfaturamento  e nepotismo - FILIPE JORDãO/JC IMAGEM
Eleitores também citaram não tolerar descumprimento de promessas, casos de superfaturamento e nepotismo Imagem: FILIPE JORDãO/JC IMAGEM

Daniel Bramatti

27/11/2020 07h51

Para oito em cada dez paulistanos, estar envolvido em corrupção é um comportamento inadmissível em um político. O dado é da pesquisa Ibope/TV Globo/Estadão, que, além de analisar a intenção de votos dos eleitores nesta corrida eleitoral em São Paulo, trouxe informações sobre a percepção sobre seus representantes.

O Ibope perguntou aos entrevistados que comportamentos não admitem de jeito nenhum em um político, e ofereceu as seguintes opções: "estar envolvido em corrupção", "fazer aliança com adversários políticos", "empregar parentes quando exerce um cargo público", "não cumprir o que promete em campanha" e "gastar muito mais do que o necessário para fazer uma obra". Os eleitores puderam dar mais de uma resposta.

O fator corrupção ficou em primeiro lugar no ranking de posturas inaceitáveis, com 79%. A seguir vieram o descumprimento de promessas (48%), o superfaturamento (30%) e o nepotismo (30%).

O instituto também perguntou se os paulistanos costumam acompanhar o trabalho dos vereadores. Seis em cada dez afirmaram que não o fazem. A pesquisa foi realizada entre 23 e 25 de novembro, com 1.001 eleitores. As entrevistas foram realizadas de forma presencial - por causa da pandemia de covid-19, a equipe do Ibope usou equipamentos de proteção.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.