Topo

Líder muçulmano de Boston diz temer represálias contra comunidade islâmica

Do UOL, em São Paulo

2013-04-19T21:38:45

19/04/2013 21h38

O líder da comunidade muçulmana de Boston, em Massachusetts (EUA), Yusufi Vali, condenou o atentado ocorrido na maratona da cidade nesta semana e afirmou nesta sexta-feira (19) que os suspeitos não tinham qualquer ligação com a religião, embora dissessem ser muçulmanos. O líder disse ainda ter medo de a comunidade muçulmana local sofrer represálias pelo ataque.

Vali disse que nenhum de seus funcionários estavam familiarizados com  os irmãos Dzhokhar A. Tsarnaev, 19, e Tamerlan Tsarnaev, 26, apontados pelo FBI como responsáveis pelas explosões da Maratona de Boston. Os dois são russos, provenientes de uma região próxima à Tchetchênia, e residentes legais nos Estados Unidos há no mínimo um ano. Ambos se diziam muçulmanos.

Tamerlan foi morto na noite desta quinta-feira (18) ao trocar tiros com a polícia em Watertown, cidade próxima de Boston. Dzhokhar escapou a pé e está foragido.

"Não me importo com quem ou o que esses criminosos pretendem ser, mas nunca poderei reconhecê-los como parte de minha cidade ou de minha comunidade de fé", disse Yusufi Vali, diretor-executivo da Sociedade Islâmica do Centro Cultural Boston, a maior mesquita na área.

Mais Internacional