PUBLICIDADE
Topo

Cão vive há três meses em hospital argentino onde o dono morreu

Pirata, o cachorro que há três meses espera o dono no hospital onde este faleceu - Reprodução/Diario Popular/Canal 13
Pirata, o cachorro que há três meses espera o dono no hospital onde este faleceu Imagem: Reprodução/Diario Popular/Canal 13

Do UOL, em São Paulo

21/01/2016 14h17

Os funcionários do hospital de Río Cuarto, na região argentina de Córdoba (cerca de 600 km de Buenos Aires), já estão acostumados com a presença de Pirata e confirmam à reportagem da emissora de TV Canal 13: há três meses, o cachorro ronda o quarto andar, onde seu dono morreu. 

O vira-latas de pelos brancos e pretos chegou com o dono ao hospital San Antonio de Padua. O homem foi internado para uma cirurgia de urgência, mas morreu poucos dias depois. Manso, mas persistente, é como se Pirata não soubesse que agora está sozinho, divulgaram alguns jornais argentinos.

Ele dorme todas as noites perto da porta do quarto 404, onde seu dono tinha sido instalado e morreu há três meses.

Os funcionários do hospital tentaram afastá-lo, mas ele voltou para ficar. Não há o que fazer, a não ser dar ao cachorro os cuidados e o carinho de que ele, certamente, sente falta.

Internacional