Atirador de Munique não tinha vínculo aparente com EI; vítimas incluem 6 menores

Do UOL, em São Paulo

A polícia alemã informou em coletiva neste sábado (23) que o atirador que matou nove pessoas e deixou 27 feridos em Munique, na sexta, não tinha vínculos aparentes com o Estado Islâmico ou com organizações terroristas, e nem motivação política.

O atirador, que se suicidou logo após o atentado, tinha 18 anos e nacionalidade alemã e iraniana, sem antecedentes criminais. Ele sofria de uma forma de depressão, segundo o promotor da cidade, Thomas Steinkraus-Koch, que pediu prudência sobre as informações que indicavam que o jovem teria estado submetido a um tratamento psiquiátrico. 

A polícia achou indícios que indicariam que ele se interessava por assassinatos em massa e juntava informações sobre pessoas desequilibradas e autoras de chacinas, como livros e artigos de jornais. 

Neste sentido, os investigadores disseram existir um vínculo "evidente" entre este tiroteio e o assassino supremacista norueguês Anders Behring Breivik. Na sexta, o massacre de 77 pessoas cometido pelo radical de direita norueguês completou 5 anos. 

Os agentes também investigam uma conta no Facebook, através da qual o atirador pode ter convidado alguns conhecidos para se aproximar ao restaurante de fast-food McDonald's onde teve início o ataque.

6 menores estão entre as vítimas

Segundo a polícia, seis das nove pessoas assassinadas eram menores, sendo três adolescentes de 14 anos, dois de 15 e um de 17. As outras três vítimas têm 19, 20 e 45 anos. São seis homens e três mulheres. Nenhum dos assassinados teve sua identidade revelada pela polícia, que acrescentou que todos são alemães.

Merkel diz estar de "coração pesado"

 A chanceler alemã, Angela Merkel, disse na manhã deste sábado estar de luto pelas pessoas mortas em Munique na sexta-feira, prometendo que os serviços de segurança farão de tudo para garantir que a segurança da população. Foi seu primeiro pronunciamento desde o ataque.

"Estamos todos --e digo isso em nome de todo o governo federal-- de luto e com o coração pesado por aqueles que nunca voltarão para suas famílias", disse Merkel.

Ela acrescentou: "às famílias, pais e crianças para os quais hoje tudo parece vazio e sem importância, eu digo pessoalmente e em nome de muitas, muitas pessoas na Alemanha: nós partilhamos sua dor, estamos pensando em vocês e sofrendo com vocês".

"O povo de Munique passou uma noite de horror. Uma noite como esta é muito difícil para todos", acrescentou a chanceler.

Vídeo em redes sociais mostra atirador em telhado de shopping

  •  

O crime

De acordo com a polícia de Munique, o incidente teve início em uma filial do McDonald's anexa ao shopping center Olympia, nos arredores do estádio olímpico de Munique. Depois, o atirador entrou no centro comercial. Um corpo, que seria o do criminoso, foi encontrado nos arredores do centro comercial.

Ao contrário dos relatos de testemunhas feitos mais cedo, o atirador usou uma pistola, e não uma arma de cano longo.

As autoridades chegaram a fazer buscas por três atiradores, antes de descobrir que o homem já estava morto. Segundo a polícia, duas pessoas vistas deixando o local dos ataques em um veículo inicialmente foram consideradas suspeitas, mas foram descartadas com base nas imagens de câmeras de segurança. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos