EI diz que autor de explosão na Alemanha atendeu a apelo do grupo

Do UOL, em São Paulo

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) afirmou nesta segunda-feira (25) que o autor do ataque suicida no domingo (24) perto de um festival de música em Ansbach (sul da Alemanha), foi cometido por um dos seus "soldados", de acordo com a agência Amaq, um órgão de propaganda da organização extremista.

O autor do atentado "respondeu aos apelos de atacar os Estados da coalizão que combate o Estado Islâmico" no Iraque e na Síria, acrescentou o grupo.

O sírio que detonou os explosivos que carregava na noite de domingo havia jurado lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico (EI), de acordo com o conteúdo de um vídeo encontrado em seu telefone celular, disse nesta segunda-feira (25) o ministério do Interior bávaro, Joachim Hermann.

"No celular do homem foi encontrado um vídeo com uma ameaça em árabe na qual, segundo uma tradução provisória, anuncia um atentado contra a Alemanha em nome do Islã", disse Hermann em entrevista à imprensa. Além disso, o homem se declara seguidor de Abu Bakr al-Baghdadi, o líder da organização terrorista Estado Islâmico (EI).

Segundo Hermann, o homem dizia que se tratava de uma vingança contra a Alemanha por estar no caminho do Islã e pela morte de muçulmanos.

O homem, um sírio de 27 anos a quem tinha sido negada uma solicitação de asilo e devia ser deportado à Bulgária, explodiu uma bomba caseira que feriu 15 pessoas.

Além disso, ele tinha tentado se suicidar duas vezes e esteve em tratamento psiquiátrico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos