49% apoiam decreto que veta entrada de muçulmanos nos EUA, aponta pesquisa

Do UOL, em São Paulo

Pesquisa realizada pelo instituto Ipsos e encomendada pela agência Reuters mostra que os EUA estão divididos quanto à ordem executiva anunciada na última sexta-feira (27) pelo presidente Donald Trump  que baniu a entrada de refugiados sírios no país e vetou o ingresso de cidadãos de sete países de maioria muçulmana no país por 90 dias.

Segundo o levantamento, realizado entre a segunda (30) e terça-feira (31), 49% dos ouvidos disseram que concordam "fortemente" ou "em parte" com a ordem, enquanto 41% disseram discordar "fortemente" ou "em parte" com a medida. Outros 10% responderam "não sei". 

A pesquisa ouviu 1.201 pessoas em 50 Estados e tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos. 

O governo Trump apresentou a ordem executiva como uma medida para impedir a entrada de islâmicos radicais no país.

Segundo a pesquisa, 31% disseram se sentir "mais seguros" por causa do decreto, enquanto 26% se disseram "menos seguros". Além disso, 38% afirmaram que os EUA estavam dando um bom exemplo para o mundo sobre como combater o terrorismo; já 41% acharam o país deixava "um mau exemplo". 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos