Caçador sul-africano morre após ser esmagado por elefante

Do UOL, em São Paulo

  • Facebook/Theunis Botha

    Theunis Botha morreu após ser esmagado por um elefante

    Theunis Botha morreu após ser esmagado por um elefante

Um caçador africano morreu esmagado por um elefante após um integrante do seu grupo atirar no animal.

Theunis Botha, 51 anos, nascido em Johannesburgo, estava liderando uma caçada em Gwai, no Zimbábue, próximo à Fazenda da Boa Sorte, na última sexta-feira (19), quando ele e seu grupo encontraram um grupo de elefantes.

Três elefantes do bando confrontaram os caçadores e Botha começou a atirar nos animais, mas ele foi pego de surpresa por um quarto elefante que o jogou para cima com sua tromba.

Segundo o site africano "Netwerk24", após ele ser atingido pelo elefante, um outro caçador do seu grupo atirou no animal e ele caiu em cima de Botha, que morreu esmagado.

Theunis morava com sua mulher Carike e seus cinco filhos. Ele liderava com frequência caçadas de leões e leopardos em safaris em países africanos. Também costumava viajar para os EUA para encontrar clientes que tinham interesse de se juntar a 'caçadas pelo troféu'.

Botha era bem próximo a outro caçador, Scott van Zyl, que morreu no mês passado após ser atacado por crocodilos enquanto caçava no campo de Chikwaraka, no Zimbabue.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos