Garota que tomava banho morre eletrocutada ao pegar celular

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/KCBD

    Madison Coe morreu eletrocutada em uma banheira

    Madison Coe morreu eletrocutada em uma banheira

Uma garota de 14 anos de Lubbock, nos Estados Unidos, morreu na manhã de domingo após ser eletrocutada em uma banheira. A principal suspeita é de que ela foi eletrocutada ao pegar seu celular. Uma descarga elétrica teria matado a garota. 

Sua família explicou que Madison estava na banheira e pegou o telefone que estava plugado em um carregador. "Tem uma marca de queimadura em sua mão, a mão que pegou o telefone. E por isso foi muito óbvio o que aconteceu", explicou a avó, Donna O'Guinn.

A mãe e a avó de Madison Coe contaram para a TV KCBD que ela estava na banheira. O acidente fatal aconteceu na casa do pai dela em Lovington. 

Madison tinha acabado de se formar no oitavo ano na escola Terra Vista. "É com coração pesado que lamentamos a perda de Madison Coe. Nós queremos compartilhar a nossa sincera simpatia com a família e amigos, enquanto carregamos o peso desta tragédia juntos", disseram integrantes da instituição.

Madison iria fazer o ensino médio em Houston. Até por isso a sua família estava em processo de mudança para lá. "Eu a chamo de minha estrela brilhante", disse a sua avó, Donna O'Guinn. Ela era apenas uma garota de 14 anos, mas segundos os familiares, era esperta para a pouca idade. "Ela era muito inteligente. Aluna muito boa na escola. Ela amava a vida", disse a sua avó.

Madison tinha muita vida pela frente, e impactava quem estava a seu redor com sua positividade e doçura. Ela era uma jogadora de basquete, e cadeira número um com a sua percussão na banda da escola Terra Vista. "Ela era doce com todo mundo, e todo mundo a amava", disse a avó.

Enquanto lutava contra as lágrimas, sua avó contava que é difícil de entender porque a sua neta morreu tão cedo.

A família de Madison acredita que o terrível acidente é algo que pode acontecer com qualquer um. Mas agora a missão deles é de se certificar que isso não vai acontecer novamente.
 
"Esta é uma tragédia que não precisa acontecer com mais ninguém. E nós queremos que isto sirva como um alerta para não usar o telefone no banheiro se este estiver carregando em uma tomada", disse a avó.
 
A postagem sobre Madison Coe no Facebook segue sendo compartilhada, alertando a todos sobre o poder da eletricidade, e o perigo de ligar algum aparelho elétrico que não é à prova d'água perto da água. "É bom perceber que existem pessoas que a gente nem conhece e nem provavelmente vai conhecer que vão receber esta mensagem e compartilhar para proteger outra criança ou até um adulto. Nós não queremos perder mais ninguém", disse a avó.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos