Coreia do Norte estimula demanda por abrigos antibombas

Justin Mattingly

Da Bloomberg

  • Reprodução/Twitter@coolmaterial

    Exposição de um dos modelos de bunkers vendidos pela empresa americana

    Exposição de um dos modelos de bunkers vendidos pela empresa americana

Os negócios nunca estiveram tão bem na Atlas Survival Shelters, que despacha bunkers de suas fábricas nos EUA a clientes do mundo todo. Entre os mais vendidos está o BombNado, que custa a partir de US$ 18.999 (cerca de R$ 60 mil).

A popularidade das fortificações apocalípticas da companhia não é surpreendente, considerando o estado do mundo em geral e, especificamente, o empenho de Kim Jong-un para conseguir um míssil capaz de atingir a porção continental dos EUA. Curiosamente, no entanto, o mais enérgico aumento do interesse não foi registrado nos EUA, mas no Japão, um país a uma distância que há muito está dentro do alcance de ataque da Coreia do Norte.

"O Japão está enlouquecendo agora", disse Ron Hubbard, proprietário da Atlas Survival. A companhia com sede em Montebello, Califórnia, fabrica cerca de doze modelos distintos de refúgios subterrâneos que podem servir de abrigo durante seis meses ou um ano, alguns equipados com túneis de evacuação, salas de descontaminação e escotilhas à prova de balas.

Embora os japoneses considerem que a Coreia do Norte representa uma ameaça há décadas, o lançamento de um míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) realizado em 4 de julho pelo perigoso regime elevou o nível de alarme entre quem leva a sério a preparação para situações de emergência. O Japão tem seu próprio setor de fabricação de bunkers pequenos, mas os EUA, únicos em abundância de redes de sobrevivência, é a estaca zero das empresas de preparativos para o "armaggedom".

Assim como a Atlas Survival, a fabricante de abrigos subterrâneos Rising S Co. em Murchison, Texas, foi inundada de pedidos. As consultas sobre seus produtos com revestimento de aço dobraram nas últimas três semanas, e 80% delas vieram do Japão, disse o gerente-geral Gary Lynch.

O site da companhia exibe diversas opções: área de descontaminação, academia de ginástica, piscina, campo de tiro, sala de jogos com mesas de bilhar, uma garagem para seu Porsche. O modelo Aristocrat, que tem capacidade para hospedar mais de 50 pessoas e inclui até mesmo uma pista de boliche, custa US$ 8,35 milhões (R$ 26,45 milhões).

A Coreia do Norte está por trás dessa nova onda de interesse, disse Lynch. "Não se trata de uma ameaça nova, é só que a imprensa e as pessoas estão prestando atenção."

A ameaça, na verdade, aumentou significativamente depois do teste bem-sucedido do ICBM. Aparentemente, a Coreia do Norte agora tem equipamento nuclear capaz de atingir o Alasca, a mais de 9.650 quilômetros de distância. Tóquio está a apenas 1.287 quilômetros de Pyongyang, do outro lado do mar do Japão.

"As pessoas realmente estão com medo", disse Seiichiro Nishimoto, presidente da Shelter, uma empresa com sede em Osaka de instalação de abrigos nucleares com ar-condicionado importados de Israel. "É por isso que estamos recebendo tantas ligações."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos