Furacão Irma não está sozinho, José vem logo atrás e está na categoria 4

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/NHC

O furacão José se fortaleceu nesta sexta-feira (8) para a categoria 4 --a máxima é a 5--, depois que seus ventos atingiram 240 km/h nas águas do Atlântico, enquanto se dirige para as Pequenas Antilhas, informou o Centro Nacional de Furacões (CNH, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Em um boletim especial, o órgão informou que este ciclone, o terceiro ativo neste momento no Atlântico, junto com Irma e Katia, já é "extremamente perigoso". Já o furacão Katia ganhou forças nas últimas horas e chegou à categoria 2 na escala.

De acordo com um boletim publicado pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), José está a 610 quilômetros das Ilhas de Sotavento e segue "como um potente furacão" sobre o Atlântico Central.

Os meteorologistas americanos afirmaram que José se desloca na direção oeste-noroeste a 30 km/h, com ventos máximos sustentados de 240 km/h e rajadas ainda mais fortes.

"São possíveis algumas oscilações na intensidade durante o próximo dia ou além dele. Depois se espera um enfraquecimento gradual", indicou o órgão sobre a intensidade do furacão José.

Estão em alerta pela passagem de José nas próximas horas ilhas como Antígua e Barbuda, São Martinho e São Bartolomeu.

O NHC prevê que o José produza um acúmulo de 76 a 127 milímetros de chuva em Sotavento, com quantidades máximas de 203 milímetros em áreas isoladas. O furacão também pode provocar fortes chuvas nas Ilhas Virgens Britânicas e em Dominica.

Já o furacão Katia continua se fortalecendo. Com ventos de 165 km/h, ele segue se aproximando do litoral do México. A previsão é de que o fenômeno chegue em terra na noite de sábado (9), para depois se enfraquecer e se tornar uma tempestade tropical.

O Katia está a 220 quilômetros ao sudeste de Tampico e a 210 quilômetros ao norte de Vera Cruz, ambas no México, para onde se desloca com uma velocidade de 8km/h.

A região entre Cabo Rojo e Lago Verde permanece sob alerta de furacão. Outras localidades próximas, no entanto, estão em estado de alerta para tempestade tropical.

O NHC, no entanto, indicou que o Katia pode ganhar força e se tornar um furacão de categoria maior quando atingir a terra. Além disso, a previsão é de que a passagem do Katia pelo México eleve o nível do mar em 1,5 a 2,1 metros, provocando também fortes e destrutivas ondas, segundo o órgão americano.

Os especialistas preveem que o Katia provoque de 254 a 635 milímetros de chuva sobre o norte de Vera Cruz. Essas chuvas podem causar inundações e deslizamentos de terra, especialmente em áreas montanhosas. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos