Carro invade calçada e atropela pedestres diante de museu em Londres; polícia descarta terrorismo

Do UOL, São Paulo

Um carro conduzido por um homem ainda não identificado invadiu a calçada e atropelou pedestres que estavam do lado de fora do Museu de História Natural em Londres, no Reino Unido, neste sábado (7), deixando 11 feridos, segundo a Polícia Metropolitana. O incidente aconteceu por volta das 14h20 (horário local).

Em nota, polícia informou se tratar de "uma investigação de trânsito e não um incidente relacionado ao terrorismo".

O serviço de ambulância de Londres informou, também por meio de nota, que as suas equipes atenderam 11 pessoas feridas, a maioria com ferimentos na cabeça e nas pernas. Nove pessoas foram encaminhadas a hospitais. Nenhuma delas sofre risco de morte ou foi ferida gravemente. 

Um homem foi detido na cena do incidente, de acordo com a polícia. Ele também saiu ferido e por isso está entre os que foram levados a unidades de saúde.

O incidente aconteceu em uma região conhecida como Exhibition Road, que é repleta de museus famosos, como Science Museum, o Victoria e o Albert Museum. Ela fica no bairro de South Kensington, distrito localizado na zona oeste de Londres.

As ruas ao redor do museu foram isoladas e a estação de metrô South Kensington, próxima ao local, foi fechada. 

Às agências internacionais, um porta-voz do Museu de História Natual afirmou que o museu está sendo evacuado. Já o Victoria Museum informou que as visitas foram interrompidas por causa do atropelamento.

Atropelamentos deixam autoridades em alerta

Reuters
Policiais cercam área do Museu de História Natural após atropelamento

Atropelamentos do tipo deixam as autoridades em alerta devido ao histórico recente de ataques com veículos em grandes cidades europeias. 

Só nos últimos seis meses, Londres foi palco de cinco ataques, sendo o último com um dispositivo explosivo deixado em um trem na estação de metrô Parsons Green, deixando ao menos 30 feridos.

Em março, cinco pessoas morreram e ao menos 40 ficaram feridas por homem um veículo utilitário esportivo avançou sobre pedestres na ponte de Westminster. Armado com uma faca, ele saiu do carro e esfaqueou um policial do lado de fora do prédio do Parlamento.

No começo de junho, três homens armados com facas e vestindo falsos coletes-bomba avançaram uma van contra pedestres na London Bridge e esfaquearam várias pessoas Borough Market, vizinho à ponte. Oito pessoas morreram.

Também em junho, um motorista dirigindo uma van atropelou pedestres na saída de uma mesquita em Finsbury Park, norte de Londres, pouco depois da meia-noite (hora local). Um homem morreu e dez pessoas ficaram feridas. Todas as vítimas eram muçulmanas e deixavam a mesquita após evento do mês do Ramadã. O motorista, de 48 anos, foi preso.

Além disso, um ataque suicida no final do show da cantora norte-americana Ariana Grande matou 22 pessoas e feriu 59 em maio, perto de uma das saídas do Manchester Arena.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos