Terremoto de magnitude 7.3 na fronteira entre Irã e Iraque deixa mais de 400 mortos

Do UOL, em São Paulo*

Autoridades locais confirmaram que passa de 400 o número de pessoas mortas no terremoto de magnitude 7.3 que atingiu a fronteira entre o Irã e o Iraque na noite deste domingo (12). Mais de 2.500 ficaram feridas. Entre os mortos, pelo menos 407 são vítimas do lado iraniano da fronteira, segundo a agência de notícias oficial iraniana Irna.

O epicentro do tremor foi localizado a 32 km a sudoeste da cidade iraquiana de Halabja (a cerca de 300 km a noroeste de Bagdá). 

Do outro lado da fronteira, o governo do Curdistão iraquiano informou que mais de 500 pessoas ficaram feridas e que há mortos, mas não divulgou um número de vítimas. O Crescente Vermelho da Turquia anunciou que vai enviar camas, tendas, cobertores e aquecedores às regiões afetadas.

O terremoto foi registrado às 21h48, hora local (16h18 no horário de Brasília). Outro tremor de magnitude 5.3 aconteceu 11 minutos depois do primeiro, desta vez a 45 km de Halabja, uma cidade de mais de 100 mil habitantes no Curdistão iraquiano.

TV registrou terremoto ao vivo

O canal de TV curdo Rudah, sediado no Curdistão iraquiano, publicou um vídeo que mostra a reação de um dos apresentadores da emissora e de um convidado que estavam ao vivo quando o terremoto atingiu a região. 

De acordo com a agência de notícias iraniana Fars, o Instituto de Geofísica da Universidade de Teerã registrou que o terremoto foi sentido em vários outros países da região além de Irã e Iraque, como Kuwait, Síria, Turquia e Líbano. A imprensa israelense também noticiou que a região central do país foi impactada.

Segundo a Fars, mesmo em Teerã houve cidadãos que preferiram deixar suas casas após o terremoto com receio de novos abalos. De acordo com o serviço internacional da BBC, o mesmo ocorreu em Bagdá.

Reprodução/USGS
Mapa do Serviço Geológico dos EUA mostra local do epicentro de terremoto

O território iraniano fica entre duas placas tectônicas. Em 2003, um violento terremoto na região da cidade de Bam, no sudeste do país, deixou mais de 30 mil mortos.

Antes, em 1990, o Irã teve seu terremoto mais mortífero. Cerca de 37 mil pessoas morreram depois que um tremor de intensidade 7.7 devastou 27 cidades e quase 2.000 aldeias no noroeste do país.

*Com agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos