Onda de frio avança pelos EUA e faz nevar na Flórida; veja imagens

Do UOL, de São Paulo*

A onda de frio que bate recordes históricos nos Estados Unidos nas últimas semanas, e já causou a morte de ao menos 11 pessoas, chega agora ao sudeste do país, atingindo Estados geralmente mais quentes, como a Flórida e a Georgia.

Na terça-feira (2), o governador da Flórida, Rick Scott, alertou moradores e turistas a se prepararem para enfrentar condições de frio extremo, com possibilidade de acumulação de neve, granizo e gelo. Desde então, moradores de Tallahassee, capital da Flórida, já postaram nas redes sociais registros da neve caindo na cidade - um fenômeno que não se via por ali há três décadas. 

O governador da Geórgia, Nathan Deal, por sua vez, declarou estado de emergência em 28 condados depois que o Serviço Nacional do Clima emitiu o alerta de tempestade de inverno.

O frio pode provocar uma falta de energia generalizada e congelar estradas, tornando as viagens intermunicipais perigosas para milhões de norte-americanos do norte da Flórida ao sul da Virgínia, informou o Serviço Nacional do Clima em uma série de alertas. A expectativa é que a quinta-feira (4) seja o dia mais frio da semana. 

 

 

 

O frio no resto do país

Até agora foram contabilizadas 11 mortes em território americano por causa da exposição às baixas e perigosas temperaturas provocadas por uma massa de ar do Ártico que está castigando a maior parte do país, segundo a CNN.

Entre as mortes ocorridas por consequência da situação extrema, cinco aconteceram no estado de Wisconsin, quatro no Texas, uma em Dakota Norte e outra no Missouri. Duas das pessoas que morreram no Texas eram sem-teto que foram encontrados na cidade de Houston, segundo a polícia local.

Lagos, tanques, margens de rios e piscinas privadas congeladas são algumas das cenas causadas pela onda de frio, que provocou a suspensão de algumas comemorações tradicionais de Ano-Novo.

Mais ao norte, entre a província canadense de Ontario e o Estado americano Nova York, as Cataratas do Niágara congelaram parcialmente - fenômeno que em muitos invernos provoca imagens impressionantes com a mistura de gelo e água em queda. 

"A massa de ar do Ártico continuará forte sobre o leste do país até o final da semana", afirmou pelo Twitter o Serviço Nacional de Meteorologia (NMS), acrescentando que serão registradas "temperaturas muito baixas e ventos gélidos perigosos" nesta zona.

*(Com Agências de Notícias)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos