Nora de Trump é hospitalizada após abrir envelope com pó branco

Do UOL, em São Paulo

  • Brian Snyder/Reuters

    Donald Trump Jr. (esq) e sua mulher, Vanessa Trump

    Donald Trump Jr. (esq) e sua mulher, Vanessa Trump

A mulher de Donald Trump Jr., filho mais velho do presidente dos EUA, Donald Trump, foi hospitalizada em Nova York na manhã desta segunda-feira (12) após abrir um envelope contendo um pó branco, de acordo com a imprensa norte-americana. A Casa Branca ainda não confirmou a informação nem a situação dela.

De acordo com a agência de notícias Reuters, uma análise feita pela polícia apontou que o pó branco não é perigoso. Vanessa Trump estava em seu apartamento em Manhattan e sentiu-se mal ao entrar em contato com o pó da carta. 

"A substância chegou pelo correio e foi dirigida à Donald Trump Jr.", disse o porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York, Carlos Nieves. Contudo, ainda não foi esclarecido o que era o pó branco. 

De acordo com a polícia, Vanessa Trump estava tossindo e com náuseas ao ser atendida pelo serviço de emergência. Ela e as outras duas pessoas foram levadas ao NewYork-Presbyterian/Weill Cornell Medical Center para uma avaliação médica, disse a porta-voz do Departamento de Bombeiros, Sophia Kim. 

Entre os três estava também a mãe de Vanessa Trump, embora ela não se queixasse de sintomas, disse o porta-voz da polícia.

A divisão de inteligência do Departamento de Polícia de Nova York e agentes do Serviço Secreto estão investigando o caso. As Organizações Trump não se posicionaram sobre o ocorrido.

Donald Trump Jr.

Donald Trump Jr., primogênito do presidente americano, e Vanessa Trump se casaram em 2005 e têm cinco filhos. Ele e seu irmão Eric Trump moram em Nova York e lideram o império imobiliário familiar desde que seu pai chegou à Casa Branca em janeiro de 2017. 

Donald Jr. esteve no foco do público por seu papel em reuniões em 2016 com um advogado russo, entre outros, na qual a campanha de Trump teria recebido informações potencialmente prejudiciais para sua rival democrata Hillary Clinton.

Autoridades dos EUA estão em alerta sobre correspondências com pó branco desde 2001, quando envelopes contaminados com antrax foram enviados a veículos de mídia e legisladores, matando cinco pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos