Advogado de Trump na investigação sobre interferência russa nas eleições se demite

Do UOL, em São Paulo

  • Richard Drew/AP

    John Dowd se demite do cargo de advogado de Trump nas investigações sobre interferência russa nas eleições de 2016

    John Dowd se demite do cargo de advogado de Trump nas investigações sobre interferência russa nas eleições de 2016

John Dowd, o principal advogado de defesa de Donald Trump no inquérito que investiga a interferência russa nas eleições de 2016 dos Estados Unidos, se demitiu na quinta-feira (22), segundo informações do jornal The New York Times. Nos últimos dias, o presidente havia pedido pelo fim do inquérito.

Dowd liderou a equipe de defesa do presidente Trump desde o meio de 2017. Fontes ouvidas pelo jornal The New York Times disseram que o advogado já havia considerado deixar o cargo várias vezes nos últimos meses porque Trump estaria ignorando seus conselhos.

A equipe de defesa teria aconselhado Trump a colaborar com o conselho especial de investigação, liderado por Robert Mueller (antigo diretor do FBI). A investigação estuda possíveis associações do presidente com a campanha russa que interferiu na eleição de 2016 que o elegeu.

Nas últimas semanas, o presidente Trump tem criticado publicamente Mueller. Ele também teria insistido por uma entrevista particular com os líderes da investigação, o que Dowd considerava ruim.

Ainda não está claro quem vai assumir a equipe de defesa no lugar de Down. Sua saída é mais significativa da equipe legal do presidente desde que o antigo líder, Marc E. Kasowitz, deixou seu posto em julho de 2017, após anos sendo advogado pessoal de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos