PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Garotinho furta cartão de crédito dos pais e viaja para a Indonésia por "aventura"

Polícia Federal Australiana encontrou garoto nove dias após seu desaparecimento - Reprodução
Polícia Federal Australiana encontrou garoto nove dias após seu desaparecimento Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL

24/04/2018 11h18

Um menino de 12 anos viajou sozinho da Austrália para a Indonésia depois de brigar com os pais e furtar o cartão de crédito deles. A polícia australiana investiga como o garotinho conseguiu entrar no voo e se sustentou no país asiático durante os quatro dias do que chamou de "aventura".

O garoto Drew, que mora em Sydney, reservou o voo pelo celular depois de brigar com seus pais. Segundo relato da família à imprensa local, a discussão aconteceu por causa do cancelamento de uma viagem para Bali. Após a briga, Drew decidiu partir sozinho para o destino de férias.

Leia também

Com um cartão de crédito da família, ele comprou a passagem na companhia aérea Jetstar. O menino conseguiu viajar até Bali embarcando no aeroporto de Perth, apenas com passaporte e carteirinha da escola.

No seu relato, Drew disse que nenhum funcionário da empresa o questionou quando descobriu sua idade na área de embarque. Sem bagagem e apenas com uma mochila nas costas, o menino usou uma das máquinas de autoatendimento para fazer o check-in no voo de Sydney para Perth, do outro lado do país. Em seguida, pegou um novo avião na conexão para Bali.

“Eles só pediram minha carteira de estudante e o passaporte para provar que tinha mais de 12 anos”, contou o garoto ao 9 News, canal de televisão local.

A primeira vez que ele foi questionado por estar sozinho foi na Alfândega do país asiático. Drew falou simplesmente que sua mãe o esperava fora do aeroporto. Os funcionários do aeroporto de Bali lhe concederam o visto de entrada.

Ao todo, Drew passou quarto dias se divertindo em Bali. Ele chegou a alugar uma moto, mesmo sem carteira de habilitação. Também contou que tomou cerveja, mas não gostou do sabor da bebida.

A Polícia Federal Australiana confirma que encontrou o garoto no país asiático no dia 17 de março, nove dias depois de reportado seu desaparecimento. Ele foi descoberto ao postar fotos e vídeos nas redes sociais, o que fez com que descobrissem sua localização.

Drew conta que se hospedou em um hotel de Bali sob a desculpa que sua irmã mais velha iria encontrá-lo.

À imprensa local, a mãe, Emma, falou que ficou em estado de choque quando descobriu o paradeiro do menino. “Não há emoção que explique o que eu senti quando soube que ele estava do outro lado do oceano”, afirmou à imprensa.

Em comunicado, a empresa aérea Jetstar afirmou que aumentou os mecanismos para impedir que adolescentes de 12 anos façam viagens internacionais sozinhos.

“Foi uma grande aventura”, afirmou o menino. Uma aventura que, ao todo, custou 8 mil dólares australianos (cerca de R$ 21 mil) aos pais.

Internacional