PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Tsunami deixa mortos e feridos na Indonésia após erupção vulcânica

Do UOL, em São Paulo

22/12/2018 22h38Atualizada em 23/12/2018 13h44

Subiu para 222 o número de mortos por causa do repentino tsunami que aconteceu no estreito de Sunda, entre as ilhas de Sumatra e Java, na Indonésia, informaram neste domingo (23) equipes de emergência locais. Ao menos 28 pessoas continuam desaparecidas.

As autoridades atribuem a um possível desprendimento de terra submarino produzido pela erupção do vulcão Anak Krakatau as causas do desastre natural, que não ativou os alarmes por não ter sido registrado um potente terremoto. A situação foi agravada pela maré cheia devido à lua cheia.

Outras 843 ficaram feridas, segundo a Agência de Desastres da Indonésia. É esperado que os números cresçam ainda mais. 

A Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB) alertou neste domingo para a possibilidade de que se repita um novo tsunami no litoral do estreito de Sunda, devido à contínua atividade do vulcão.

O Estreito de Sunda fica entre as ilhas Java e Sumatra e liga o mar de Java ao Oceano Índico. Testemunhas dizem que duas ondas gigantes atingiram as praias do sul de Sumatra e do extremo oeste de Java por volta das 21h30 locais de sábado (22) (12h30 de Brasília). 

Segundo autoridades locais, 430 casas, nove hotéis e dez navios foram severamente danificados.

O Ministério das Relações Exteriores do Brasil não recebeu, até o início da tarde deste domingo (23), notícias de brasileiros vítimas do tsunami. De acordo com a pasta, o ministério está monitorando a situação.

A Indonésia é um dos países que mais sofre com desastres naturais do gênero, por estar localizada no chamado Círculo de Fogo do Pacífico, região de colisão entre placas tectônicas.

Em setembro, mais de 2.000 pessoas morreram após um terremoto seguido por tsunami atingir outra ilha do país, a Sulawesi. Em 2004, mais de 200 mil pessoas morreram em 14 países, entre eles a Indonésia, após uma série de tsunamis e terremotos.

Centenas estavam em show

Músicos de uma banda tocavam na noite de sábado quando foram surpreendidos pela onda, que atingiu com força o palco e arrastou a estrutura contra o público reunido na praia de Tanjung Lesung, no estreito de Sunda. Integrantes do grupo Seventeen e parte dos espectadores morreram durante a chegada das águas.

O vocalista, Riefian "Ifan" Fajarsyah, publicou na manhã deste domingo um vídeo em que confirmava a morte do baixista e do produtor da banda, além do desaparecimento de outros integrantes da banda.

"Quando o incidente aconteceu muitos turistas estavam nas praias ao longo de [a cidade] Pandeglang, em Java", disse o porta-voz da BNPB, Sutopo Purwo Nugroho.

Em um vídeo, publicado por Sutopo em seu perfil do Twitter, pode-se ver a destruição de estruturas próximas ao litoral afetado, onde a potência das ondas arrastou veículos para o litoral.

Pandeglang é a área mais danificada pelo desastre natural, onde se contabilizou o maior número de vítimas. Outros distritos muito afetados foram os de Lampung do Sul e Serang.

(com agências internacionais)

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente, a fase da lua atual é cheia e não nova

Internacional