Topo

EUA: prefeito morto vai para 2º turno em eleição; aliado pode se beneficiar

Charles Lamb foi prefeito de Edmond, mas morreu em dezembro do ano passado - Facebook
Charles Lamb foi prefeito de Edmond, mas morreu em dezembro do ano passado Imagem: Facebook

Do UOL, em São Paulo

20/02/2019 04h00

Um dos candidatos a prefeito de Edmond, uma pequena cidade no interior de Oklahoma (EUA), conseguiu votos suficientes para participar do segundo turno da eleição. No entanto, ele morreu em dezembro do ano passado. 

No primeiro turno, Charles Lamb terminou em segundo lugar atrás de Dan O'Neill. 

Lamb, que era prefeito de Edmond desde outubro de 2011, queria se reeleger, mas acabou morrendo antes da eleição. No entanto, não houve tempo hábil para a retirada de seu nome das cédulas, e a população da cidade pôde votar no político. 

Mesmo morto, Lamb acabou sendo bem votado. Caso seja eleito no segundo turno, que será realizado em 2 de abril, o Conselho Municipal de Edmond irá escolher o novo prefeito da cidade. 

Existe até uma campanha no Facebook apoiando Lamb. Michelle Schaefer, moradora de Edmond, é a responsável pela página. Ela auxilia o conselheiro Nick Massey e apoia que o político seja o próximo prefeito da cidade. 

Massey afirma que ficaria "honrado" caso o Conselho Municipal o escolha, já que abriu mão da candidatura à Prefeitura para apoiar Lamb. 

"Se você gosta da direção que a cidade tem tomado nos últimos seis, sete, oito anos, você pode pensar em votar em Lamb e deixar o Conselho da cidade decidir quem nomear", afirmou à Sky News. 

A campanha por Lamb tem o apoio da família do prefeito já morto. Erik Lamb, filho do ex-prefeito, afirmou que deu "suas bênçãos" para que seu pai seja "eleito". 

Quem acha tudo isso muito estranho é o outro candidato, Dan O'Neill. Para ele, tudo isso é "meio esquisito". 

Mais Internacional