Topo

Homem mostra pênis a policiais para provar que não matou esposa

O sogro de Barsah (à direita) acusou o genro de ter matado Jumantri devido ao tamanho de seu pênis - AsiaWire
O sogro de Barsah (à direita) acusou o genro de ter matado Jumantri devido ao tamanho de seu pênis Imagem: AsiaWire

Do UOL, em São Paulo

29/03/2019 11h16

Na Indonésia, um homem foi obrigado a mostrar o seu pênis a policiais e conhecidos para provar que não tinha matado sua esposa. Apenas identificado como Barsah, o homem foi acusado pelo sogro de ter matado a esposa de 23 anos durante o ato sexual devido ao tamanho de sua genitália.

Segundo o tabloide britânico "Metro", a mulher Jumantri foi encontrada morta em sua cama em Maron Kidul, na província de Java Oriental. Ela teria sofrido um ataque epilético, mas rumores de que a causa da morte era a genitália do marido se espalhou pela vizinhança e chegou até o pai da mulher.

Para provar que ele não havia acidentalmente matado sua esposa, Barsah teve de mostrar seu pênis aos oficiais do departamento de polícia, aos parentes de Jumantri e outros oficiais do vilarejo. O chefe do departamento, então, concluiu que ele tinha um órgão de "tamanho regular".

O sogro então retirou a acusação e pediu desculpas ao genro, diz "The Sun", outro tabloide britânico que noticiou o caso. A família aceitou que a causa de morte foi o ataque epilético, com os quais ela sofria desde os 14 anos.

Mais Internacional