Topo

Bebê que nasceu sem os olhos é abandonado por mãe e busca família adotiva

Criança nasceu na Rússia e foi abandonada pela mãe quando condição foi revelada - iStock
Criança nasceu na Rússia e foi abandonada pela mãe quando condição foi revelada Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

14/10/2019 16h07

O pequeno Alexander K, de apenas oito meses de vida, apresenta um bom estado de saúde. É descrito por assistentes sociais de São Petersburgo, na Rússia, onde nasceu, como um bebê carinhoso e sorridente. Mas não consegue enxergar: nasceu sem os dois olhos.

A característica que o torna único também é seu maior empecilho no processo de adoção. Sasha, como foi apelidado, dificilmente enxergará algum dia — ao menos é que a médica que o atende, Tatiana Rudnikovich, alega. Ele é um dos três bebês de que se tem registro a nascer sem os globos oculares.

"Apesar disso, Sasha realiza todos os exames e testes como outros bebês da faixa etária dele. E tem saído bem", diz a médica ao jornal Daily Mail.

Criado em um orfanato, ele foi deixado para a adoção pela mãe, que temia não conseguir criar um garotinho em tais condições. Não há nenhuma informação sobre o pai de Sasha — a certidão de nascimento dele apresenta um traço no local onde deveria ser acrescentado o nome do genitor.

Atualmente ele está sob os cuidados de uma enfermeira que vive em Tomsk. "Ele não é diferente de outras crianças, gosta de brincar e sorrir como um bebê saudável", disse à publicação. "Ele adora brincar e nadar. E é muito alegre", acrescentou.

Os médicos alegam ser comum, em casos como o dele, crianças apresentarem outras condições médicas. Sasha não foge à regra: tem dois cistos benignos no cérebro, que serão removidos.

Ele também realizou uma cirurgia para implantar pequenos globos nos olhos, de modo que seu rosto não fique deformado à medida que for crescendo. O procedimento deve ser refeito a cada seis meses para adequar os globos ao tamanho de seu rosto.

A princípio o processo de adoção busca uma família para o garoto na Rússia, mas, caso ninguém se apresente, ele poderá ser adotado por pais estrangeiros.

Internacional