Topo

EUA: gato é colocado em "solitária" após liderar fuga de gatinhos em abrigo

O gato Quilty, precisou ficar no "quartinho do castigo" para não libertar mais gatos de abrigo nos EUA - Reprodução
O gato Quilty, precisou ficar no "quartinho do castigo" para não libertar mais gatos de abrigo nos EUA Imagem: Reprodução

do UOL, em São Paulo

19/11/2019 11h07Atualizada em 21/11/2019 23h28

O gatinho Quilty poderia facilmente ter seu nome convertido para Guilty (culpado, em inglês). Ele precisou ser separado do resto da turma em um abrigo nos Estados Unidos porque foi flagrado abrindo a porta da sala onde os gatos ficam, libertando todos os gatinhos que estavam com ele. Quilty fez isso mais de uma vez.

A história deste gatinho de 6 anos que vive em um abrigo para animais em Houston, no Texas, viralizou. Tudo porque o pessoal do abrigo postou as fotos de Quilty numa espécie de "solitária" ou "quartinho do castigo" (nesse caso, uma sala com um grau maior de dificuldade para bichos fugitivos) com cara de quem não estava gostando da brincadeira.

"A gente chegava de manhã e tinha que recapturar uns 15 gatos que tinham fugido durante a noite", disse Jennifer Hopkins, assessora do abrigo Friends for Life, à CNN.

Ela conta ainda que isso começou a acontecer desde a chegada de Quilty ao abrigo. Mesmo na salinha com portas e janelas mais resistentes, Quilty não desistia de tentar abri-las, como mostra o vídeo abaixo:

O gato já tem história no local. Ele nasceu em 2012 e foi adotado mais tarde. Mas, ele foi devolvido há alguns meses depois que sua dona mudou de cidade e não tinha condições de levá-lo. Jennifer diz que esse comportamento pode até ser a forma de Quilty dizer que quer voltar para casa.

Ele ganhou esse nome em homenagem ao personagem do livro Lolita, de Vladimir Nabokov. Claro que depois do episódio a popularidade de Quilty aumentou em páginas no Facebook e Instagram (onde ele tem mais de 30.000 seguidores) com as hashtags #freequilty e #quiltynotguilty.

Com o sucesso, ele já conseguiu uma família e está só esperando os trâmites finais para ficar de vez com eles.

Internacional