PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Pai deixa filho de castigo em garagem e criança morre de hipotermia

Garagem de casa nos EUA - Reprodução/Bored Panda
Garagem de casa nos EUA Imagem: Reprodução/Bored Panda

Do UOL, em São Paulo

28/01/2020 22h21

Um policial de Nova York foi detido sob acusação de ter deixado seu filho de 8 anos passar a noite, de castigo, na garagem de casa. A criança perdeu a consciência na manhã seguinte à punição e, ao chegar no hospital, foi dada como morta e com a temperatura baixíssima — quadro apontado como de hipotermia pelos médicos.

Michael Valva, 40 anos, e sua noiva, Angela Pollina, 42 anos, foram detidos neste domingo após as investigações apontarem que eles "criaram grave risco de morte para a criança". O garoto, chamado Thomas, morreu em 17 de janeiro.

De acordo com o jornal The Washington Post, a polícia foi acionada pela própria família relatando que o garoto estava desacordado. No local, os oficiais encontraram o pai realizando uma massagem cardíaca em Thomas.

Valva afirmou que o garoto havia desmaiado enquanto esperava pelo ônibus da escola. No entanto, a perícia constatou inconsistência entre o relato do pai e os ferimentos no corpo do menino.

Após acessarem imagens registradas por câmeras de segurança da casa, os policiais viram o garotinho e um de seus irmãos indo dormir na garagem sem levar travesseiros, cobertores ou mesmo um colchão. O local, segundo os investigadores, não possui sistema de aquecimento e a temperatura externa estava em torno de -7 ºC.

Além de Thomas, o casal também vivia com mais dois filhos de Valva e três filhas de Pollina. Todas as crianças foram retiradas da casa.

De acordo com o jornal, a ex-mulher de Michael, Justyna Zubko-Valva, teria denunciado o pai das crianças por anos, alegando que ele abusava dos filhos. O motivo pelo qual ele detinha a guarda das crianças não foi revelado.

Internacional