PUBLICIDADE
Topo

Polícia mexicana investiga feminicídio em caso de modelo brasileira

Polícia mexicana trabalha com hipótese de feminicídio em caso de brasileira, que caiu de prédio - Reprodução/Instagram
Polícia mexicana trabalha com hipótese de feminicídio em caso de brasileira, que caiu de prédio Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

08/02/2020 16h50

A polícia mexicana está trabalhando com a hipótese de "feminicídio" em caso de modelo brasileira, que caiu do terceiro andar de um prédio, na Cidade do México, e morreu no sábado (1º), segundo informações divulgada pela rede de TV Imagen Televisión.

Vanessa Vargas Ribeiro, 33, era modelo gaúcha e foi morar na capital mexicana há cerca de 6 anos. No sábado, Vanessa visitava o namorado, um empresário mexicano identificado pelo nome Eugenio Kuri.

Vizinhos disseram ter ouvido barulho de discussão e, pouco tempo depois, o corpo de Vanessa apareceu caído no andar térreo, por volta das 6h30. Ela foi levada para o hospital Ruben Leñero, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Um amiga foi quem reconheceu o corpo de Vanessa, dois dias depois, na segunda-feira.

No Brasil, a mãe de Vanessa relatou que a filha já havia reclamado da crise de ciúmes do namorado. Os dois namoravam há cinco anos.

"Ele controlava ela 24 horas por dias. Quando ele não ligava para o celular, ele ligava para o telefone residencial para saber se ela estava dentro de casa", contou a mãe, em entrevista à TV Bandeirantes. "Eu só queria trazer [o corpo] da minha filha para a terra dela, honestamente", completou, emocionada.

A polícia mexicana informou que trabalha com uma linha de investigação "sólida" de assassinato e que já estão revisando imagens de câmaras do condomínio para saber quem esteve no apartamento. A polícia disse ainda que está em contato direto com a Embaixada do Brasil na Cidade do México.

Autoridades locais estão à procura de Kuri

Internacional