PUBLICIDADE
Topo

Estádio indiano vira prisão temporária para infrator da quarentena, diz TV

Polícia da cidade de Chandigarh tem distribuído máscaras aos cidadãos - Reprodução/Twitter Chandigarh Police
Polícia da cidade de Chandigarh tem distribuído máscaras aos cidadãos Imagem: Reprodução/Twitter Chandigarh Police

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 08h53

A cidade de Chandigarh adotou uma medida corretiva para tentar garantir o respeito à maior quarentena do mundo na Índia, onde mais de um bilhão de pessoas têm que adotar ações de distanciamento social. Segundo o canal CNN, a polícia local transformou um estádio de críquete em prisão temporária para quem desrespeitar a quarentena da covid-19.

A medida vem sido adotada há uma semana, com a polícia levando ao estádio do Setor 16 da cidade pessoas que descumprirem a quarentena pelo coronavírus. As autoridades locais afirmam que cerca de 600 pessoas já foram detidas.

A polícia explicou que a ideia não é manter as pessoas presas, mas sim dar uma advertência e orientações sobre a importância do distanciamento social para combater a contaminação comunitária do novo vírus.

"Nós levamos pessoas que achamos vadiando na rua e que estão violando as determinações da quarentena. Trazemos elas à prisão para explicar sobre distanciamento social, damos comida a elas e falamos sobre a higienização adequada, e então elas são liberadas pela noite", disse Chandrajit Singh, oficial de relações públicas da polícia local.

A autoridade ainda acrescentou que os presos não chegam a receber acusações formais, mas que isso pode acontecer caso uma pessoa seja reincidente. A cidade manterá a medida enquanto a quarentena estiver valendo.

Em outra região da Índia, no estado de Haryana, o governo providenciou mais de 450 abrigos temporários para trabalhadores migrantes e pessoas sem-teto. Espalhados por 22 distritos, os locais oferecerem comida, remédios e outros itens essenciais para cerca de 500 mil pessoas.

Todo o território indiano está sob quarentena desde o último dia 24 de março, quando o país já somava nove mortes e mais de 400 infectados pelo coronavírus. As medidas de distanciamento social vão durar por pelo menos 21 dias.

Coronavírus