PUBLICIDADE
Topo

Covid-19: Nova York vai confiscar respiradores da rede particular de saúde

Governador de NY, Andrew Cuomo - MIKE SEGAR
Governador de NY, Andrew Cuomo Imagem: MIKE SEGAR

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 16h30

O Estado de Nova York informou hoje que 562 pessoas morreram nas últimas horas devido ao coronavírus - maior número até agora. Diante dessa situação, o governador Andrew Cuomo anunciou que os respiradores do sistema de saúde privado serão confiscados para distribuição e, assim, garantir que os pacientes em estado crítico recebam atendimento.

"Os respiradores ainda são um problema, não há um número suficiente e ponto. Quase todas as pessoas que vão ao hospital são portadoras de coronavírus e o número de pacientes sem o covid-19 caiu porque não temos a mesma taxa de crimes ou acidentes", disse. "Muitos vão às unidades de terapia intensiva (UTI) e precisam de respiradores", afirmou Cuomo em sua entrevista coletiva diária para fornecer os dados mais recentes sobre a crise.

O governador de Nova York ainda explicou que "existem hospitais com respiradores e materiais, empresas do setor privado que não os utilizam" e calculou que existem "várias centenas" desses dispositivos que estão parados no momento.

"Não vou deixar que as pessoas morram com centenas de respiradores disponíveis. Peço desculpas pelas dificuldades. A Guarda Nacional as coletará e distribuirá", disse.

O Estado de Nova York segue como foco da pandemia nos EUA - onde são contados 254.321 casos confirmados - bem à frente da Califórnia (10.995) ou Michigan (10.971), e mais de metade está localizada na cidade de Nova York (57.159).

Coronavírus