PUBLICIDADE
Topo

França prepara força policial para manter quarentena no feriado de Páscoa

França prepara força policial extra para que população mantenha quarentena durante feriado de Páscoa - Philippe Huguen/AFP Photo
França prepara força policial extra para que população mantenha quarentena durante feriado de Páscoa Imagem: Philippe Huguen/AFP Photo

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 17h44Atualizada em 03/04/2020 18h54

Um efetivo de 160 mil policiais e militares estão sendo alocados na França para garantir que a população respeite a quarentena durante o feriado de Páscoa no país. Em anos anteriores à pandemia de coronavírus, milhares de pessoas se deslocariam dos grandes centros ao litoral e interior.

Em decorrência da "vistoria intensiva" que será feita entre a próxima sexta-feira e o domingo de Páscoa, 60 mil policiais extras se unirão aos 100 mil que já estariam normalmente em serviço, de acordo com o Ministro do Transporte, Laurent Nuñez.

Os esforços se concentrarão em grandes rodovias, locais tradicionais de aglomeração, aeroportos e estações de metrô, mesmo com serviços interrompidos. Aqueles que forem encontrados indevidamente nessas localidades serão orientados a se retirar.

"Não vai ter viagem de feriado. Haverá vistorias por todo o país. Muitos policiais estarão posicionados não apenas em terra, mas no ar também", disse Nuñez à Rádio RTL.

Aqueles que tentarem ir contra a quarentena podem enfrentar mais do que multas, a partir da quarta infração, estarão cometendo crimes, concluiu Laurent.

Desde que a quarentena foi oficializada na França, no dia 17 de março, quase 6 milhões de pessoas foram paradas, tendo de apresentar documentos para comprovar que estavam autorizadas a sair de casa, informou o Ministro do interior da França, Christophe Castaner. Cerca de 360 mil pessoas teriam sido multadas

Coronavírus