PUBLICIDADE
Topo

Mãe de quádruplos, vereadora britânica morre no Paquistão devido à covid-19

Shabnum Sadiq em 2006, com os quadrúplos, e em 2020; a vereadora britânica morreu ao contrair a covid-19 durante uma viagem ao Paquistão - Reprodução
Shabnum Sadiq em 2006, com os quadrúplos, e em 2020; a vereadora britânica morreu ao contrair a covid-19 durante uma viagem ao Paquistão Imagem: Reprodução

Da UOL, em São Paulo

08/04/2020 11h49

A vereadora britânica Shabnum Sadiq, de 39 anos, é mais uma história com final triste em meio à pandemia do novo coronavírus. Ela, que era membro do partido Trabalhista, viajou para Islamabad, capital do Paquistão, para participar de um casamento no início de março e contraiu a doença cinco dias após chegar ao país. Depois de 24 dias lutando no hospital, ela morreu na última segunda-feira.

Ela residia em Slough, cidade do condado de Berkshire no sul da Inglaterra, onde morava com o marido e cinco filhos, sendo quatro deles quádruplos.

"Shabnum era uma conselheira dedicada e, apesar de estar apenas em seu primeiro mandato, ela havia contribuído muito além dos anos que passara na câmara do conselho", disse um comunicado publicado no site do Conselho Regional de Slough.

Sadiq foi eleita em maio de 2016 e serviu em vários comitês do conselho, como os de educação e serviços para crianças, dos quais foi líder.

"Isso nos levou à conclusão de que, não apenas esse vírus é algo com o qual devemos lidar como cidade, mas também pessoalmente; através de nosso trabalho, através de nossas ações e de nossa tristeza por aqueles que morreram", completa o comunicado da autoridade local.

Muitos colegas de trabalho e amigos lamentaram a morte de Sadiq. "É uma tragédia. Ela fez uma curta viagem que duraria oito dias e nunca mais voltou. Não acredito que ela se foi", disse o jornal The Guardian Haqeeq Dar, amigo de Shabnum.

Ainda segundo o jornal, em 2006 Sadiq deu à luz a quadrúplos, sem nenhum tipo de tratamento, depois de receber um diagnóstico de síndrome do ovário policístico, o que a deixou com medo de não poder ter mais filhos. Além dos quatro, ela tem outra filha, hoje com 20 anos.

O irmão de Sadiq a descreveu como "uma mulher trabalhadora" e disse que ela era fã de boxe. "Não poderia imaginar que minha irmã não voltaria dessa viagem", comentou. "Ela recebeu muito amor, muitas pessoas entraram em contato para falar do ótimo trabalho que ela fazia como vereadora", disse ele à SkyNews.

Ainda segundo o canal, o marido de Sadiq está no Paquistão, mas enfrenta dificuldades para retornar com o corpo da mulher já que os voos estão cancelados.

Coronavírus