PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Guaidó diz que há manipulação de dados do coronavírus na Venezuela

Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana -
Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana

Colaboração para o UOL

28/04/2020 20h37

Autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, declarou nesta tarde que os números divulgados sobre os casos de coronavírus no país não são confiáveis. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a Venezuela registra 325 casos confirmados e 10 mortes por covid-19.

"Lamentavelmente, há uma opacidade no manejo desses números, não são confiáveis. Há jornalistas que são detidos ou sequestrados por simplesmente informar ou comunicar casos existentes de coronavírus. A Venezuela atingiu sua capacidade máxima (na saúde) e fica difícil desenhar um cenário real", disse ele em entrevista à rádio Jovem Pan.

Questionado se não foi precipitado ao se declarar presidente sem realmente um acordo para dirigir o país, o líder da oposição do governo de Nicolás Maduro afirmou travar uma "luta constante contra a ditadura".

"Não há um momento certo para fazer o correto e o justo. A minha luta na Venezuela não é por um cargo, a minha luta é para recuperar os direitos humanos que a ditadura sequestrou em 2018 e a recuperação de serviços básicos. Somos um país com uma das maiores reservas de petróleo do mundo e que não há sequer gasolina para o transporte de alimentos básicos", afirmou. "É uma luta constante contra a ditadura e as perseguições, contra o risco de vida que se instalou na vida dos venezuelanos. Ainda falta uma transição para uma verdadeira democracia", acrescentou.

Coronavírus