PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Mulher de 101 anos, que venceu gripe espanhola, se recupera da covid-19

Mulher de 101 anos, que venceu gripe espanhola, se recupera da covid-19 - Reprodução/FOX News/Facebook
Mulher de 101 anos, que venceu gripe espanhola, se recupera da covid-19 Imagem: Reprodução/FOX News/Facebook

Do UOL, em São Paulo

29/04/2020 19h55

Uma mulher americana de 101 anos, que venceu a gripe espanhola e derrotou um câncer, se recuperou da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Segundo informou a rede de TV FOX News, Angelina Friedman nasceu no ano de 1918 em um navio que trazia imigrantes italianos para os Estados Unidos. A sua mãe morreu durante o parto e ela foi criada por duas irmãs mais velhas até a chegada do pai ao país.

"A minha mãe é uma sobrevivente. Ela sobreviveu a abortos, sangramentos internos e câncer. Ela e meu pai tiveram câncer ao mesmo tempo. Ela sobreviveu, mas ele não", relatou Merola, filha de Angelina.

Em 1918, o mundo enfrentou uma outra grande pandemia, a da gripe espanhola, que, estima-se, teria matado entre 50 milhões e 100 milhões de pessoas. Angelina foi uma das sobreviventes e, um século depois, precisou enfrentar uma outra pandemia, desta vez, a covid-19.

Ela mora em uma casa de repouso no Condado de Westchester, próximo à cidade de Nova York, tido como o epicentro do surto do coronavírus nos Estados Unidos, com mais de 165 mil casos confirmados e cerca de 12 mil mortos.

Depois de visitar um hospital no final de março para um procedimento de rotina, Angelina descobriu que havia contraído a covid-19. Ela ficou durante uma semana no hospital antes de voltar para a casa de repouso, onde se isolou em seu quarto.

Após vários dias de febre intermitente, ela testou negativo para o vírus na semana passada, segundo o relatório.

Internacional