PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

China não convidou OMS para investigações sobre início do coronavírus

China vive onda de críticas crescente em relação à condução da crise do novo coronavírus - Getty Images
China vive onda de críticas crescente em relação à condução da crise do novo coronavírus Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

30/04/2020 15h34

A China recusou repetidos pedidos da Organização Mundial da Saúde (OMS) para participar de investigações sobre as origens do coronavírus, que teve início na cidade de Wuhan, disse um representante da agência na China.

"Sabemos que alguma investigação nacional está acontecendo, mas, nesta fase, não fomos convidados a participar", disse o Dr. Gauden Galea para a Sky News.

"A OMS está fazendo pedidos à comissão de saúde e às autoridades", afirmou ainda Galea. "As origens do vírus são muito importantes, a interface animal-humano é extremamente importante e precisa ser estudada".

Para o especialista, a OMS precisa entender como surgiu a doença para evitar que novas pandemias aconteçam no futuro.

Questionado pela Sky News se há uma boa razão para o governo chinês não incluir a OMS na investigação, o Dr. Galea disse: "Do nosso ponto de vista, não".

Entre as críticas mais comuns que a China vem recebendo por conta do coronavírus é que as autoridades locais demoraram para alertar o resto do mundo sobre a gravidade da doença e que Pequim maquia estatísticas sobre número de casos e mortes.

Coronavírus