PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: estudo quase dobra estimativa e prevê 134.000 mortes nos EUA

Estados Unidos, atualmente, são o epicentro da pandemia do novo coronavírus - Getty Images
Estados Unidos, atualmente, são o epicentro da pandemia do novo coronavírus Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 22h34

Um importante modelo sobre a pandemia do coronavírus, citado pela Casa Branca como material de estudo, prevê 134.000 mortes em decorrência da doença nos Estados Unidos, quase o dobro da última análise divulgada.

O modelo, do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington, previa 72.433 mortes anteriormente. Atualmente, o país contabiliza 68.920 óbitos e 1.180.332 casos confirmados.

De maneira semelhante, um modelo de administração do presidente Donald Trump projeta um aumento nos casos de coronavírus e mortes nas próximas semanas.

De acordo com um documento obtido pelo The New York Times, o levantamento aponta que os Estados Unidos podem registrar cerca de 3.000 mortes diárias até 1º de junho.

Os acréscimos acentuados nos dois modelos estão ligados ao relaxamento no distanciamento social e ao aumento da mobilidade nos EUA.

Estados em todo o país — incluindo Flórida, Colorado, Indiana, Nebraska e Carolina do Sul — diminuíram as restrições na tentativa de reavivar uma economia em crise e acalmar a população.

Na semana passada, cerca de 2.000 pessoas morreram diariamente nos EUA, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Coronavírus