PUBLICIDADE
Topo

Rússia: em dia com recorde de mortes, Putin adia Dia da Vitória para junho

Ria Novosti/Reuters
Imagem: Ria Novosti/Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/05/2020 10h41

No mesmo dia em que a Rússia informou ter atingido o recorde de mortes diárias por coronavírus no país, o presidente Vladimir Putin determinou uma nova data para o desfile anual do Dia da Vitória acontecer.

Em entrevista exibida nas TVs locais, o presidente russo decidiu que as forças armadas realizem o evento militar, que marca o 75º aniversário da vitória soviética na Segunda Guerra Mundial, no dia 24 de junho.

"Ordeno o início dos preparativos para o desfile militar em Moscou e em outras cidades. Vamos fazer isso em 24 de junho", disse o presidente. Tradicionalmente, o desfile do Dia da Vitória acontece em 9 de maio, mas já havia sido adiado.

Mesmo após ser informado de que mais de 5 mil soldados russos foram infectados com covid-19 desde março, Putin considera ter a situação da pandemia controlada no país.

Para ele, o pico viral da doença nas forças armadas russas ocorreu no final de abril e as ações devem entrar em uma "fase planejada" em junho. A Rússia é o 3° país com mais contaminados pelo vírus do mundo, atrás somente de EUA e Brasil.

Em todos os anos, o dia 9 de maio na Rússia é marcado por exibições com milhares de soldados e tanques na Praça Vermelha.

Coronavírus